Polícia Federal investiga esquema de fraude no concurso da Ufba

A Polícia Federal e a Procuradoria Geral da República vão investigar um esquema de fraude no concurso para servidor técnico-administrativo da Universidade Federal da Bahia (Ufba), marcado para o próximo domingo (29).

O suposto esquema foi revelado pela Operação Gabarito, deflagrada pela Delegacia de Defraudações e Fiscalizações (DDF) da Polícia Civil da Paraíba, que desvendou uma rede criminosa especializada na venda de gabaritos de provas de concurso pelo país, entre eles, o concurso do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJ-PE), ocorrido no dia 15 de outubro.

Através de conversas no aplicativo WhatsApp entre um dos líderes da organização, sediada na Paraíba, a DDF conseguiu descobrir provas da atuação dos membros da quadrilha no certame do TJ-PE. Entre as provas, há indícios e conversas interceptadas que indicavam que a mesma fraude seria cometida daqui a alguns dias, na prova da Ufba, em Salvador.

A Ufba está convicta que tais especulações são infundadas, no entanto, além de pedir as investigações, vai pedir à AOCP, empresa responsável pelo concurso, para que ela tome as medidas necessárias durante a realização das provas e também acompanhe e acione o seu corpo jurídico.

Até então, o concurso será mantido e ocorrerá neste domingo (29), com 72.066 candidatos inscritos.

Os comentários estão fechados.