Polícia desarticula quadrilha e suspeitos brigam entre si

Imagem: Radar Notícias

Na tarde desta quinta-feira (27) foi desarticulada pela Polícia Civil uma suposta quadrilha especializada em roubos de carros e motos. Dois acusados de roubo de motocicleta, Marlon Brando, 23 anos e Gabriel Fagundes, de 21 anos, trocaram acusações e brigaram na delegacia diante da imprensa e dos policiais.

Os policiais encontraram com os acusados uma moto CB 300 (NYZ 6621) de cor preta, uma moto Fan 125 (JRM 9974), um revólver e munição. Os veículos estavam em locais distintos, no bairro Núcleo Habitacional da Ceplac, e na cidade de Buerarema. O caso será investigado pela Delegada Maria das Graças Valadares.

Deputado Augusto Castro comemora aprovação da PEC da Ficha Limpa

O deputado Augusto Castro (PSDB) comemorou a vitória da oposição que, apesar de ser em minoria na Assembleia Legislativa, conseguiu impor a colocação na pauta de votação nessa quinta-feira (27) de dois importantes projetos: a PEC da Ficha Limpa, de autoria do deputado Elmar Nascimento (PR), que impede o acesso para qualquer cargo público a pessoas condenadas por envolvimento em casos de corrupção, e a PEC que reduz o recesso parlamentar de 90 para 60 dias. Em sua avaliação, esses projetos, aprovados no início da noite de ontem, reforçam a questão da moralidade e transparência no serviço público e atende a parte dos anseios da imensa massa que se mantém mobilizada no país.

Além da Bahia, São Paulo, Santa Catarina e Rio Grande do Sul já adotaram a Lei da Ficha Limpa para seus servidores públicos.

Na emenda constitucional aprovada, a proposta é de que se acrescente o parágrafo 3 ao artigo 14 da Constituição do Estado para definir requisitos de investidura em cargo público efetivo ou comissionado, que sejam exigidas as “certidões criminais negativas emitidas pela justiças comum e federa; cumprimento de obrigações eleitorais; das obrigações militares; que não tenha perdido cargo eletivo o governador e o vice-governador do estado e o prefeito e o vice-prefeito, por infrigência à dispositivo da Constituição Estadual ou da Lei Orgânica do município nos últimos 8 anos”.

A PEC determina ainda que a pessoa não pode ter decisão contra si na Justiça Eleitoral de abuso de poder econômico ou político nos últimos 8 anos, entre outras coisas.

Seminário vai discutir sobre a organização das feiras livres em Itabuna

Foto: Pedro Augusto (prefeitura)

O 1º Seminário sobre Feiras Livres de Itabuna, promovido pela prefeitura, tem como tema “Organizar para valorizar nosso feirante”, e tem como finalidade discutir a atual situação da feira do São Caetano. Os representantes do Serviço de Inspeção Municipal e da Vigilância Sanitária, além dos feirantes, já confirmaram presença. O encontro será no dia 8 de julho no escritório local da Ceplac a partir das 14 horas.

Já estão agendados para este mês outros três novos encontros similares. No dia 15 será com os feirantes da Califórnia. Dia 22, com representantes do Centro Comercial de Itabuna, e dia 29, com os participantes da Feira do Produtor e do bairro da Mangabinha. Os dados e as sugestões coletados nesses encontros serão apresentados no I Fórum Municipal das Feiras Livres, já programado para o dia 22 de agosto.

O seminário está sendo organizado pela Secretaria Municipal de Agricultura e Meio Ambiente e, de acordo com o diretor do Departamento de Agricultura, Cooperativismo e Associativismo, Cláudio Robério Silva Mendes, no primeiro momento o encontro, além de traçar o diagnóstico situacional das feiras livres, servirá também para a coleta de informações para a regulamentação do setor. A proposta de um novo modelo de funcionamento das feiras livres, incluindo a padronização das barracas, é do prefeito Claudevane Leite.

O secretário da Agricultura e Meio Ambiente, Lanns Almeida Filho, destacou a importância desses encontros não apenas para o fortalecimento como também para o desenvolvimento de ações conjuntas para a organização das feiras livres da cidade que se encontra em situação decadente.

História do 2 de julho será resgatada em desfile cívico

No próximo dia 5 de julho, 15 escolas da rede pública de ensino participarão de um desfile cívico para resgatar e valorizar a história do 2 de julho, apresentando o projeto “Itabuna, Resgatando a História da Independência da Bahia”, por realização da Secretaria da Educação (SEC)..

As escolas devem se concentrar a partir das 14 horas no Jardim do Ó, de onde os participantes devem seguir em direção à avenida do Cinquentenário. Até a dispersão, no cruzamento com a avenida Amélia Amado, os estudantes da rede municipal trarão à luz personagens que fizeram parte da luta pela Independência na Bahia, como: Maria Quitéria, José Joaquim de Lima e Silva, Lord Cochrane, Maria Felipa, Madeira de Melo, Joaquim Inácio de Siqueira Bulcão, Visconde de Pirajá, Freira Joana Angélica, Corneteiro Lopes, bem como as figuras dos caboclos indígenas.

Responsáveis pela organização e coordenação do Desfile Cívico, a assessora de Arte-Educação e coordenadora municipal do Programa Mais Educação, Núbia Nascimento França, e a técnica pedagógica da SEC, Maria José Sena Silva, explicam que a decisão da prefeitura de promover o desfile em data posterior ao 2 de Julho deve-se ao fato de que tal manifestação não faz parte da cultura local e, por se tratar de um feriado estadual, muitas pessoas aproveitam para viajar.

“A intenção da Secretaria da Educação é justamente introduzir as comemorações do 2 de Julho no calendário letivo e de festividades da cidade. Precisamos resgatar a nossa história para que as gerações futuras possam valorizar a importância daqueles homens e daquelas mulheres que lutaram pela concretização da independência brasileira”, frisou Núbia França.

Independência na Bahia

A Independência do Brasil consolidou-se em 1823 em terras baianas, mais precisamente em Cachoeira, no recôncavo baiano. Quando, em 1822, Dom Pedro I proclamou o rompimento dos laços do País com Portugal em muitos estados as tropas portuguesas e autoridades locais recusaram-se a obedecer a ordem. Mas, na Bahia tomou caráter de guerra aberta. A vitória do ato de Dom Pedro se deu quando, sob o comando do general Labatut, deu-se a batalha nos campos de Pirajá, em Salvador, derrotando, definitivamente, as tropas portuguesas de 4.500 soldados que se retiraram do país em 83 embarcações.

 

Mulher diz que entrou na Telexfree para comprar cadeira de rodas

Nilda Souza sonha em comprar uma cadeira de rodas motorizada.
Nilda Souza sonha em comprar uma cadeira de rodas motorizada.

Há menos de um mês, a dona de casa Nilda de Souza investiu R$ 1,8 mil na empresa Telexfree. Com os lucros, ela pretendia comprar uma cadeira de rodas motorizada. A decisão da Justiça que impediu a empresa de operar no país, levou Nilda a protestar junto com outros divulgadores em frente ao Ministério Público do Acre na última quarta-feira (26).

“Quero que ela [a Justiça] decida. Se continuam a permitir os trabalhos da Telexfree ou devolvam o dinheiro. O que eu investi, eu guardei com muita dificuldade”, lamenta. Nilda diz que acreditou que o investimento traria lucros em pouco tempo, o que facilitaria a compra da nova cadeira de rodas.

“É o meu sonho essa cadeira. Investi meu dinheiro para render mais e comprar mais rápido. Eu pretendia ir recebendo e colocando de novo. Assim conseguiria mais dinheiro até completar o valor da cadeira”, conta. Com a decisão da Justiça de bloquear os pagamentos dos divulgadores menos de um mês após o investimento, Nilda não recuperou o que aplicou na empresa.

Entenda o caso


No último dia 18, a juíza Thaís Borges, da 2ª Vara Cível da Comarca de Rio Branco, julgou favorável a medida proposta pelo Ministério Público do Estado do Acre (MP/AC) para suspender as atividades da Telexfree. A decisão é válida até o julgamento da ação principal, sob a pena de multa diária de R$ 500 mil em caso de descumprimento. No último dia 24,o desembargador Samoel Evangelista, do Tribunal de Justiça do Acre (TJ/AC) indeferiu o pedido de revisão das sentenças impetrado pelos advogados da Telexfree e manteve a suspensão.

A decisão deixou muitos divulgadores da empresa preocupados com a possibilidade de perderem tudo o que foi investido.

Do G1.

Mais um protesto nas ruas de Itabuna

Fotógrafo: Ednaldo Pinto

No final da tarde desta quinta-feira (27) cerca de 100 manifestantes se deslocaram da praça Simão Fiterman – São Caetano até o Centro da Cidade. Dessa vez apesar do número reduzido de pessoas, cartazes foram levados alegando a infelicidade do possível aumento da passagem, falta de saúde, infraestrutura, educação e desassistência a classe de aposentados por parte da Previdência Social do município.

Vários manifestantes discutiram com líderes partidários que estavam atrapalhando o inicio do protesto, pois não era da vontade dos que ali estavam, que bandeiras de partidos fossem levantadas. Apesar disto, o feito foi realizado e mais um recado foi deixado, sem incidentes.

No final do percurso na altura da praça Adami alguns manifestantes tentaram interromper a passagem de carros, porém a tentativa foi frustrada.

Após denúncia, beneficiários de Residencial tem posicionamento da Caixa

Após denúncia feita por este blog (relembre) a Comissão Unidos Somos Fortes esteve em reunião nesta terça-feira (25) com o secretário de Assistência Social José Carlos Trindade e os superintendentes da Caixa Econômica, onde ficou definido a data para entrega dos apartamentos que será iniciado no dia 8 de Julho/2013 e no dia 9 serão entregues as chaves.

Sem uma infraestrutura adequada as cerâmicas que ainda não foram postas serão colocadas no prazo de dois meses.

O crédito do financiamento para compras dos móveis e eletrodomésticos ainda não poderá ser adquirado, somente depois que for deliberado pelo superintendente os contemplados poderão realizar o financiamento, para isso basta está com o contrato em mãos. Ressaltando que não é necessário preocupar-se com restrições.

Mais informações Sérgio Fontes e Robson Costa. Tel. (73) 8838-4443

Mulher é flagrada nua em frente ao pátio do Detran

Reprodução/ Itamaraju Notícias
Reprodução/ Itamaraju Notícias

Na manhã desta quinta-feira (27) uma mulher, de nome ainda não revelado, apareceu nas imediações do Detran de Itamaraju,em cenas um tanto quanto fora do comum.

A mulher, que apresentava ter problemas mentais, simplesmente tirou a roupa, e dezenas de pessoas se aglomeraram em torno da cena.

De acordo com informações dos populares, a mesma perdeu o marido e desde então sofre de depressão e distúrbios mentais, no qual tem gerado bastante tumultuo na região central de Itamaraju.

Segundo informações do portal Itamaraju Notícias, no momento em que estava nua, uma agente pública do complexo policial, Graça Emerik, aconselhou a mesma a vestir suas roupas e tomar rumo de casa.  Em seguida ela já calma saiu dizendo que iria pedir ajuda no fórum.

Wagner autoriza construção de ponte e ouve protesto em Ilhéus

A solenidade de assinatura da ordem de serviço da nova ponte ligando o centro à zona sul de Ilhéus foi encerrada há pouco, no hotel Praia do Sol. O governador Jaques Wagner defendeu as manifestações ocorridas em todo o país, fez observações e ouviu cobranças relacionadas – principalmente – ao terminal pesqueiro inaugurado em novembro do ano passado, mas que não funciona até agora.

Com informações da equipe do cerimonial, Wagner respondeu que o terminal deve entrar em funcionamento em Agosto.

“Vou falar com o secretário de Agricultura (Eduardo Salles), com o pessoal da Bahia Pesca. Esse equipamento tem que servir às pessoas”, disse.

As cobranças foram feitas diante do ex-presidente da estatal da pesca, Isaac Albagli, hoje secretário de Desenvolvimento Urbano de Ilhéus. Houve constrangimento. Cássio Peixoto assumiu em lugar de Albagli logo após a inauguração do terminal, ano passado. E havia prometido pleno funcionamento em junho.

Wagner ainda falou dos protestos ocorridos no país. E saiu-se com uma metáfora:

A gente dá banho na criança e tem que jogar a água suja [fora]. Não pode jogar a criança junto. A democracia é uma criança.

Ao contrário de outras solenidades, desta vez o prefeito Jabes Ribeiro não se lamentou das dificuldades financeiras. Falou do pacto por Ilhéus e fez elogios a Wagner, afirmando que o petista era “o melhor governador da história” da Bahia.

A PONTE

Wagner assinou a ordem de serviço em solenidade com prefeitos regionais, dentre eles o anfitrião Jabes Ribeiro, e deputados.

“Não tenho dúvida de que a ponte vai aumentar o embelezamento da cidade, melhorando muito o fluxo e o turismo de Ilhéus”.

A ponte custará R$ 165,2 milhões e terá 497 metros de extensão. Além desta obra, também será construído sistema viário de 2,2 quilômetros, interligando-a à BA-001. O projeto inclui ainda a implantação de vias de acesso e ações de embelezamento. A previsão é de que a obra seja concluída em 24 meses. Confira, no vídeo abaixo, detalhes da ponte e da urbanização de parte da orla.

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=YX1QDttHADU#at=61

Jornalista Davdson Samuel

Morre a segunda vítima do acidente que aconteceu na BR-415

Reprodução/Jornal Tropa de Elite

Neste domingo (23) por volta das 4 horas da manhã aconteceu um acidente na BR-415, onde dois jovens voltavam de Ibicuí em uma moto Honda CG 150 quando colidiu de frente com um carro Polo. O impacto arrancou o braço esquerdo de Wanderson Pereira Monteiro, de 23 anos, que conduzia a motocicleta, não resistindo morreu segundos depois, e o carona David Silva dos Santos, 21 anos, havia sido conduzido para o Hospital de Base em Itabuna, e hoje (27) veio a falecer. Wanderson morava em Itabuna e o David era de Cajueiro de Ibicaraí.

Após usar palavrão no Facebook para falar sobre a PEC 37, promotor do DF será investigado

A corregedoria do MP informou que vai tomar uma medida contra a declaração.
A corregedoria do MP informou que vai tomar uma medida contra a declaração.

Após a polêmica, não foi possível mais visualizar o conteúdo da publicação.

Uma declaração postada no Facebook do promotor do MPDF (Ministério Público do Distrito Federal), Dario Cru, causou polêmica e gerou até uma advertência ao magistrado. Na publicação na rede social, Cru fez um comentário em relação à votação que derrubou a PEC (Projeto de Emenda Constitucional) 37.

“Depois da reprovação da PEC, eu gostaria de mandar uma msg [sic] pra esse nosso país [sic]: Brasil, vai tomar no…”.

Em seguida, em um comentário feito na própria publicação, o promotor resolveu redirecionar a mensagem e disse que seu desejo se aplicava apenas ao Congresso Nacional e aos delegados de polícia. Nesta quarta-feira (26), a corregedoria do MPDF informou, por meio de nota, que vai tomar uma medida contra a declaração. Diz a nota:

“A corregedoria-geral do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios instaurou inquérito administrativo disciplinar para apurar conduta em tese ofensiva aos deveres de urbanidade e de guardar decoro pessoal, em razão de mensagem postada por promotor de Justiça em sua página no Facebook, contendo termos ofensivos aos membros do Congresso Nacional e aos delegados de Polícia. O MPDFT ressalta que não aprova, nem compactua, com a postura supostamente praticada pelo promotor”.

A declaração de Cru também foi rechaçada pelo presidente da Associação do MPDF, Antônio Marcos Dezan. Para ele esta postura não representa os promotores do DF.

— Nosso pensamento é de respeito, tanto aos parlamentares, quanto ao povo, que foi para as ruas e protestou contra a PEC 37.

A reportagem do R7 DF tentou contato com o promotor Dario Cru, mas não o localizou.

Aprovado o projeto que torna corrupção crime hediondo

Após mais de duas horas de discussão, o Senado aprovou em votação simbólica o projeto que propõe tornar crime hediondo a prática de corrupção ativa e passiva.

A aprovação atende a pedido da presidente Dilma Rousseff, que incluiu o tema entre os cinco pactos anunciados a governadores e prefeitos na última segunda-feira em resposta às manifestações.

Com isso, as penas mínimas desses crimes ficam maiores e eles passam a ser inafiançáveis. Os condenados também deixam de ter direito a anistia, graça ou indulto e fica mais difícil o acesso a benefícios como livramento condicional e progressão do regime de pena.

De autoria do senador Pedro Taques (PDT-MT), a proposta faz parte da agenda legislativa elaborada para atender o que os senadores chamaram de “clamor das ruas”.

O projeto de lei 204, de 2011, foi relatado em plenário pelo senador Alvaro Dias (PSDB-PR), que fez algumas mudanças no texto. Ele acatou, por exemplo, emenda do senador José Sarney (PMDB-AP) para também tornar o homicídio simples crime hediondo. A matéria segue agora para a Câmara dos Deputados.

De acordo com o Código Penal, são considerados hediondos crimes de grande gravidade, como estupro, latrocínio e extorsão mediante sequestro, entre outros, para os quais não é possível se livrar da prisão com o pagamento de fiança. Informações do Último Segundo.

Jornalista Emílio Gusmão

Peladona do BBB faz apelo

Eliane Lima ficou conhecida após tirar a roupa na saída de um dos participantes do Big Brother Brasil 3.

O Big Brother Brasil 3 contou uma presença ‘especial’, na saída de um dos participantes. Quem se lembra de uma mulher que invadiu a passarela e ficou pelada em frente às câmeras? Pois é, ela voltou a atacar. A funkeira Eliane Lima continua buscando seu lugar ao sol. Na madrugada desta quinta (27), ela divulgou um cartaz fazendo um apelo que está na foto a baixo.

No mês passado, ela divulgou um vídeo de sua dupla “Sedução Fatal”. Assista:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=IZOarJGhAXU#at=73

 

Relembre a ‘passagem’ dela pelo BBB:

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=p2B9J8LIvMI

 

 

DeVarela.

Secretário inspeciona reforma da cobertura da Feira do São Caetano

O secretário de Desenvolvimento Urbano, Marcos Monteiro, fez uma inspeção na Feira do São Caetano uma semana após a conclusão da reforma no local.

Depois de ouvir as reivindicações de comerciantes, o secretário Marcos Monteiro determinou o desentupimento de algumas bocas-de-lobo no entorno da feira em caráter de urgência, principalmente por causa das chuvas que caem na cidade há alguns dias.

Marcos Monteiro disse que é compromisso da atual administração ouvir a população e buscar alternativas para melhoria dos serviços públicos. “As feiras livres são uma preocupação do prefeito Claudevane Leite. Estamos trabalhando para dar às pessoas que trabalham nestes locais melhores condições”, explicou.

Ministério Público da Bahia comemora a reprovação da PEC 37

Promotora Rita Tourinho

O Ministério Público continuará investigando as denúncias que receber, ainda que a polícia não queira fazer. É isso que o povo pediu nas ruas e o Congresso atendeu ao derrubar o Projeto de Emenda Constitucional (PEC) 37, que impedia o MP de promover investigações criminais por conta própria.

A promotora Rita Tourinho, do MP da Bahia, é uma das que mais comemoraram a vitória da pressão popular sobre a classe política. Rita é coordenadora do  Grupo Especial em Defesa do Patrimônio Público e da Moralidade Administrativa (Gepam), setor no Ministério Público do Estado que investiga praticamente todos os crimes praticados por políticos.

Ela destaca trabalhar, boa parte das vezes, em parceria com as polícias Civil e Federal. Ela pondera, no entanto, que estas instituições, todavia, são chefiadas pelo governador do estado e pelo presidente da República, o que em tese poderia limitar a autonomia das investigações, principalmente quando os casos são de crimes praticados por membros do governo e servidores, como policiais, por exemplo. “O Ministério Público possui independência de atuação que não se verifica nos demais órgãos investigativos. Não só na polícia, como também nos tribunais de contas”, disse.

Conforme explica a promotora, atualmente, quando o MP recebe alguma denúncia ou colhe voluntariamente acusações através de matérias publicadas na imprensa, pode iniciar um processo de investigação próprio, sozinho, e então encaminhar a acusação à Justiça. “Mas quando por algum momento não temos condições de realizar algo, trabalhamos em parceria com a polícia, que tem um papel de extrema importância. A atuação conjunta serve para suprir carências tanto de um lado como do outro”, disse.

O procurador-geral do MP da Bahia, Wellington César Lima e Silva, salienta que no estado há um grupo especial, o Gaeco (de Combate às Organizações Criminosas e de Investigações Criminais), que é tecnicamente equipado para colher provas.

Ele refuta as críticas de quem apoiava a PEC 37, sob o argumento de que, ao colher as provas, o MP não deveria produzir a acusação judicial, já que perderia a isenção necessária. “Na maioria das situações, temos a prudência de evitar que este tipo de fenômeno ocorra. Trabalhamos aprofundando investigações que são de grande dificuldade para a polícia. Este risco não é eminente e considerável”.

Fonte: Correio