Ex-detento é assassinado

Imagem: Radar Notícias

Um ex-presidiário identificado como Genalvo Lima Carvalho (Gel), 27 anos, foi morto a tiros na tarde desta segunda-feira (24) no bairro Nova Itabuna. De acordo com informações, Genalvo estava bebendo com um grupo de pessoas em um bar do bairro conhecido como Baixa Fria quando começou uma discussão com um homem conhecido como Corcunda. Segundo testemunhas, Genalvo estaria armado e baleou Corcunda, que revidou com uma arma e executou Gel.

A arma da vítima não foi encontrada. Segundo a mãe de Gel, ele deixou o presídio há pouco tempo. Corcunda está foragido, e mesmo estando ferido, não deu entrada em qualquer hospital de Itabuna. A polícia conta com denúncia anônima pelo 190.

No último domingo (23), outro ex-presidiário foi morto. Ricardo Silva de Araújo (Batoré), 30 anos, foi executado a tiros.

Esta já é 68º homicídio na cidade, o 12º do mês de junho.

Homem acusado de pedofilia é preso em flagrante

Na noite desta segunda-feira (24) o comerciante José Carlos Almeida silva, 50 anos, foi preso nas mediações do bairro Califórnia, acusado de estuprar uma adolescente de 12 anos. José Carlos foi detido em flagrante após policiais do bairro Monte Cristo receberem uma denúncia anônima informando que o acusado estuprou uma adolescente de 12 anos.

Segundo os policiais, o acusado estava trancado na residência com a vítima no momento em que chegaram. José Carlos ainda tentou esconder a menina e fez a menina fugir pela laje, mas ela caiu e se machucou. A adolescente recebeu os curativos no Hospital Manoel Novais, e o estupro foi confirmado através de exames.

A menina informou na delegacia que sempre ia na casa do acusado e chegava a receber alguns trocados, de R$ 2 à R$ 5 reais. Ela informou também que seus outros cinco irmãos, inclusive um menino, iam frequentemente à casa de José Carlos. Ainda em depoimento a garota disse que o comerciante colocava ela e os irmãos para assistirem filmes pornôs. “A gente assistia os filmes e depois ele aprendia e fazia comigo”, diz a vítima.

José Carlos de Almeida foi encaminhado para o Conjunto Penal de Itabuna.

Homicídios na madrugada deste domingo

Fotógrafo: Ednaldo Pinto

Dois homicídios aconteceram na madrugada deste domingo (23), véspera de São João. De acordo com algumas informações da polícia, o primeiro assassinato foi de André Gustavo da Silva, morto a tiros na rua Epitácio Pessoa, bairro Sarinha. Pouco tempo depois, Luiz Pereira de Jesus, 35 anos, foi morto no bairro Jorge Amado com cerca de quatro tiros e pedradas na cabeça. Os corpos já passaram pela perícia e no momento a polícia investiga os casos.

Tentativa de assalto na avenida Beira Rio

Fotógrafo: Ednaldo Pinto

Na tarde desta sexta-feira (21) dois homens tentaram assaltar uma mulher na avenida Beira Rio, próximo ao shopping Jequitibá. Segundo informações, a mulher havia sacado dinheiro e estava indo embora quando uma moto Honda 150 de cor vinho com dos dois meliantes se aproximou da moça. O rapaz que estava na garupa, identificado como Johnata Aquino, agarrou a bolsa da vítima, que não quis soltar. Johnata acabou caindo da moto e seu comparsa fugiu. Populares que estavam no local seguraram o assaltante e chamaram a polícia. O acusado está detido no Complexo Policial.

Suspeitos de esfaquearem morador de rua são presos

Fotógrafo: Ednaldo Pinto

Um morador de rua, identificado como Antônio Marcos Santos, sofreu uma tentativa de homicídio ao ser esfaqueado nesta sexta-feira (21) na feira do bairro São Caetano, Itabuna. Marcos sofreu algumas lesões no rosto, costas e braço esquerdo. O SAMU prestou socorro e o encaminhou  ao Hospital de Base. Os acusados foram presos.

A Polícia Militar encontrou uma mochila que foi descartada por Junior Rodrigues. Na bolsa havia uma faca, que pode ter sido usada no crime. Junior acusou um segundo homem, que foi encontrado após buscas. José Lemos foi achado todo sujo de sangue, ele justificou as manchas dizendo que tentou ajudar a vítima esfaqueada. Junior e José foram conduzidos ao Complexo Policial de Itabuna.

Dicas para evitar acidentes com fogo no São João

No período junino, em meio a fogos de artifício e fogueiras, as pessoas ficam naturalmente mais suscetíveis a acidentes com fogos. Famílias inteiras viajam para aproveitar os festejos juninos e acabam não tomando algumas medidas preventivas. O Blog do Tom dá algumas dicas para você festejar com maior segurança.

Dicas para se acender fogueira
– Escolher locais limpos, sem vegetação ou plantas, no momento de armar a fogueira.
– Não acender próximo a copa de árvores e fiações elétricas.
– Nunca jogar líquidos inflamáveis após ter acendido a fogueira. Prepare uma pequena lata com um pedaço de estopa ou tecido embebido com combustível, dessa forma a ignição da fogueira se dá a partir de uma queima controlada.
– Não soltar fogos de artifício de qualquer que seja o tipo dentro da fogueira.
– Controlar a altura da fogueira. Evitar pilhas de madeira muito altas.

Dicas para soltar fogos de artifício
– Não permitir crianças com menos de 10 anos soltar bombas. Limitar a brincadeira a fogos luminosos e aos estalinhos conhecidos como “traque”.
– Quanto maior o potencial de explosão, maior a responsabilidade.
– Ao comprar, procurar informações do manuseio com o barraqueiro que comercializou.
– Ler as instruções nas caixas dos fogos antes de soltá-los.
– Não soltar rojões próximo a copa de árvores e fiações elétricas.
– Não colocar nenhum tipo de objeto (garrafas, latas, etc) em cima da bomba.
– Nunca usar a própria caixa de fósforo para acender quaisquer que sejam os fogos de artifício.

– Em caso de queimaduras não coloque nenhum tipo de remédio sobre o local afetado. Lave o local com água fria em abundância, cubra com um pano limpo e úmido e remova a pessoa acidentada imediatamente para o hospital mais próximo.

Presidenta Dilma anuncia pacto com governantes

Quem assistia televisão na noite desta sexta-seira (21) pôde conferir o pronunciamento que a presidenta Dilma Rousseff fez em cadeia nacional, visando elaborar um Plano Nacional de Mobilidade Urbana que privilegie o transporte público. Ela também disse que receberá “líderes das manifestações pacíficas” e que conversará com governadores e prefeitos das principais cidades para elaborar um pacto para a melhoria dos serviços públicos.

O pronunciamento é uma resposta à série de manifestações desta semana em mais de 140 cidades do país. Dilma passou o dia discutindo com ministros e assessores a conveniência de fazer o pronunciamento, gravado no final da tarde.

“Vou convidar os governadores e os prefeitos das principais cidades do país para um grande pacto em torno da melhoria dos serviços públicos. O foco será: primeiro, a elaboração do Plano Nacional de Mobilidade Urbana, que privilegie o transporte coletivo; segundo, a destinação de 100% dos recursos do petróleo para a educação; terceiro, trazer de imediato milhares de médicos do exterior para ampliar o atendimento do SUS”, diz Dilma.

A presidente afirmou que se reunirá com as lideranças das manifestações e com representantes de movimentos sociais.

“Anuncio que vou receber os líderes das manifestações pacíficas, os representantes das organizações de jovens, das entidades sindicais, dos movimentos de trabalhadores, das associações populares. Precisamos de suas contribuições, reflexões e experiências. De sua energia e criatividade, de sua aposta no futuro e de sua capacidade de questionar erros do passado e do presente.”

Assista ao vídeo logo abaixo:

Restaurante Popular de Itabuna será reinaugurado

Imóvel onde funcionará o Restaurante Popular no Bairro de Fátima

O antigo restaurante popular de Itabuna está com a reforma em finalização com novos equipamentos. A entrega deve ser realizada no dia 28 de julho, aniversário da cidade. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Urbano (Sedur) as obras de reforma estão bem adiantadas e a unidade será entregue no prazo estipulado.

Nesta semana, o prefeito Claudevane Leite determinou a implantação de mais duas unidades do restaurante popular nos bairros de Fátima e São Caetano até o final do ano. A primeira será localizada na rua Saturnino José Soares, área principal do bairro. A outra na Avenida Princesa Isabel, faltando apenas ser assinado o contrato de locação, previsto para até final de junho.

As duas novas unidades do restaurante popular irão beneficiar também os moradores de bairros adjacentes ao Fátima, como Califórnia, Antique, João Soares, Parque Boa Vista e Santa Inês e ao São Caetano, a exemplo de Maria Pinheiro, Sarinha Alcântara, Daniel Gomes, Pedro Jerônimo, Carlos Silva, Vale do Sol, Jaçanã e Jardim Primavera, dentre outros.

O secretário do Desenvolvimento Urbano, Marcos Monteiro, afirmou que a entrega dos três restaurantes populares é prioridade da atual administração. “Sabemos da necessidade das pessoas em se alimentar com segurança, qualidade e baixo custo e não estamos medindo esforços no sentido de cumprir as determinações do prefeito Vane”, explicou.

A unidade do restaurante popular do centro da cidade foi fechado em dezembro de 2011, sob a alegação da necessidade de reforma de suas instalações. O estabelecimento atendia, diariamente, uma média de mil pessoas, que se alimentavam bem, pagando um valor simbólico de R$ 2,00.

Cidades do interior da Bahia em onda de protestos

Foto: Ednaldo Pinto

Manifestantes de toda a Bahia também foram às ruas ontem em, pelo menos, 16 cidades. No entanto, diferentemente do que aconteceu em Salvador, com muito “quebra-quebra”, os protestos transcorreram de forma pacífica em todas as localidades – incluindo Feira de Santana, Valença, Santo Antônio de Jesus, Jequié, Itaberaba e Porto Seguro. Além dessas cidades, manifestações ocorreram em Mundo Novo, Juazeiro, Jacobina, Itabela, Paulo Afonso, Teixeira de Freitas, Brumado, Itabuna, Ilhéus e Seabra.

Em Feira de Santana, a 108 quilômetros de Salvador, os manifestantes saíram da Praça do Colégio Gastão Guimarães em direção ao prédio da prefeitura. A estimativa da PM é que 10 mil pessoas tenham participado. “Tudo foi muito tranquilo. Nos solidarizamos com a pauta nacional, mas também reivindicamos questões locais, como a melhoria da educação e a redução da taxa de iluminação pública”, contou a professora Lucélia Marinho, 31 anos, uma das participantes.

Já em Jequié, no Sudoeste do estado, mais de seis mil pessoas foram às ruas, segundo a PM. Os manifestantes, que pintaram a máscara no rosto, percorreram ruas da cidade até chegar na Praça da Câmara Municipal. “Não somos os cara-pintadas, mas muita gente usou isso como protesto. Cantamos o Hino Nacional várias vezes, pedimos por novos livros e por uma educação melhor”, descreveu o servidor público Luciano Medina, 29.

Em Porto Seguro, os participantes estimaram que cerca de quatro mil pessoas  compareceram  à manifestação. “Estamos unindo forças para reivindicar não só pela passagem. É pela saúde, é pela educação. E desde o início deixamos claro que não queríamos violência”, disse o comerciante Samaicon Sousa, um dos organizadores do movimento.

Em Itabuna cerca de 3 mil pessoas saíram as ruas para exigirem seus direitos. O manifesto partiu da praça do bairro São Caetano e fizeram uma pausa em frente a prefeitura para entregarem um documento com reivindicações ao prefeito. Em seguida caminharam até o centro da cidade, encerrando no final da avenida Juracy Magalhães. A Polícia Militar acompanhou todo a manifestação, que foi pacífica.

Manifestantes devem conversar com prefeito na próxima terça-feira

Controlador geral Oto Matos recebe e assina documento. Foto por Wilson Oliveira

Na próxima terça-feira (25), às 9 horas da manhã, o prefeito Claudevane Leite deve receber o grupo da Anel (Assembleia Nacional dos Estudantes Livres), que representam os movimentos sociais que defendem melhoria nos sistema de transporte público municipal. Na tarde desta quinta-feira (20) durante o manifesto,   um documento contendo reivindicações foi entregue a uma comissão do governo formada pelo Controlador-Geral Oto Mattos, Procurador-Geral Harrison Leite, secretária da Administração Mariana Duarte, da Fazenda Marcos Cerqueira e do Desenvolvimento Urbano, Marcos Monteiro.

As demandas apresentadas pelos movimentos incluem a redução da tarifa; realização de uma auditoria no sistema; melhoria da qualidade do serviço prestado pelas empresas Cachoeira e São Miguel, com aumento e renovação da frota; além de implantação de equipamentos de mobilidade urbana, como ciclovias, a extensão da meia passagem para estudantes de curso de Ensino à Distância, abertura das discussões para estudar a implantação do passe livre, regulamentação de transporte alternativo, a exemplo de moto-táxis, a abertura de licitação para nova empresa de ônibus, melhor acessibilidade à deficientes, entre outras questões.

Homossexual é morto a tiros no bairro Califórnia

Créditos: Radar Notícias

Foi encontrado morto a tiros na madrugada desta sexta-feira (21) um homem de nome Agnaldo, também conhecido como “Guinha”. Agnaldo foi baleado enquanto caminhava pela rua Rio Branco, no bairro Califórnia, em Itabuna. O corpo da vítima foi encontrado a alguns metros de uma sacola e uma bolsa que o pertenciam.

Muito conhecido na localidade, Guinha era homossexual e sempre chamava atenção com suas roupas de mulher. Quando passava por alguns homens ele dizia “Deli, deli, deli” informou um popular. Apesar das brincadeiras, ele não era de confusões aparentemente.

Testemunhas informaram a polícia que escutaram o três disparos de arma de fogo. O corpo foi encaminhado para o DPT.

EXCLUSIVO: Entrevista com líder do manifesto itabunense

O estudante de Ciências Sociais, Davidson Luis Santos, de 20 anos, concedeu uma entrevista exclusiva ao Blog do Tom.

No dia 7 de junho aconteceu o primeiro manifesto em Itabuna, feito pelo Grêmio Estudantil do Colégio Modelo, protestando contra o aumento da passagem de ônibus em Itabuna. Após esse ato, a Assembleia Nacional dos Estudantes Livres (Anel) tomou a frente do movimento e apoiou o grupo de estudantes, onde no dia 14 do mesmo mês realizaram um novo manifesto, recebendo apoio de diversas entidades da região e chegaram a reunir cerca de 300 pessoas em uma passeata pela avenida Cinquentenário.

Na tarde desta quarta-feira (19) os líderes dos manifestos se reuniram na Câmara de Vereadores de Itabuna para discutirem sobre a situação do transporte público. Nesta plenária, as entidades ligadas ao movimento estudantil tiveram a oportunidade de expor todas as reivindicações.

Embora o prefeito Claudevane tenha anunciado ontem que não irá aumentar o preço da tarifa por enquanto, as manifestação não irão parar.

 “A manifestação vai muito além disso. A gente quer a redução da tarifa do preço de ônibus de Itabuna, a gente quer aumento das frotas, 100% de ruas acessíveis aos deficientes, maior número de acentos prioritários dentro dos ônibus, queremos que tampem os buracos nas ruas, aumento de ciclovias” diz Davidson Luis, afirmando que as temáticas dos protestos vão além do preço da passagem. Há ainda outras reivindicações que o grupo apóia, como o “10% do PIB Já!”.

Até o momento, cerca de 5.454 pessoas confirmaram presença no evento feito no Facebook, mas para o organizador Davidson, seria uma pretensão achar que todo esse número estará no movimento.

“Acho que vai ser um número menor, mas tenho convicção que vamos fazer a maior manifestação pública já realizada em Itabuna e no Sul da Bahia. Vamos colocar no mínimo 2 mil pessoas na rua. Eu fiz uma pesquisa na região e não há registros de um manifesto com tamanhas proporções”, afirma o líder do movimento. “A Anel pensa muito na logística do manifesto, como trajetos e carros de som. Porque é importante que exista esta referência, senão vira bagunça”completa. Pelo grande número de pessoas que são esperadas para o manifesto, o Comando de Policiamento Regional (CPR/Sul) enviou ao local 300 homens para acompanhar todos e garantir a segurança.

                O Movimento Itabuna Unificado se concentrou na Praça do São Caetano e seguiu para a prefeitura, a fim de deixar um documento no gabinete do prefeito Vane. De lá, quem quiser, pode continuar uma passeata até a Praça Adami, centro de Itabuna. E Davidson convida os leitores do Blog do Tom à participarem:

“Venha construir esse movimento junto com a gente, venha participar. Essa não é uma luta da Anel, é uma luta nossa, e junto a gente é muito mais forte”, convidou.

Itabunenses vão as ruas em protesto que mobiliza o Brasil

Fotógrafo: Ednaldo Pinto

Caras pintadas e cartazes nos fez lembrar das Diretas Já e Fora Collor, cenas que vivemos anos atrás. O Itabunense foi as ruas nesta quinta-feira (20) para protestar contra o descaso da gestão pública municipal nos setores da saúde, educação e infraestrutura da cidade. O movimento que começou na praça Simão Fiterman – Bairro São Caetano mobilizou centenas de jovens em sua maioria estudantes. As demandas apresentadas pelos movimentos incluem a redução da tarifa; realização de uma auditoria no sistema; melhoria da qualidade do serviço prestado pelas empresas Cachoeira e São Miguel, com aumento e renovação da frota; além de implantação de equipamentos de mobilidade urbana, como ciclovias, a extensão da meia passagem para estudantes de curso de Ensino à Distância, abertura das discussões para estudar a implantação do passe livre, regulamentação de transporte alternativo, a exemplo de moto-táxis e a abertura de licitação para nova empresa de ônibus.

A manifestação em frente ao Centro Administrativo Firmino Alves transcorreu sem incidentes. Os manifestantes fecharam a avenida Princesa Isabel portando cartazes e permaneceram em frente à prefeitura por pouco mais de meia hora, gritando palavras de ordem e reivindicando também ações do governo municipal em áreas como saúde, educação e infraestrutura.

Em seguida o  Secretário Oton Matos da Controladoria Geral assinou o documento, da Anel (Assembleia Nacional de Estudantes – Livre), Fiscal Grapiúna; DCE da UESC; Central Sindical e Popular (CSP Conlutas); SIndicato do Magistério Público de Itabuna (SIMPI); Movimento Mulheres em Luta; Interact Club; Pré-Universitário para Afrodescendentes (PREAFRO); Bloco Afro Encartat e Levante Popular da Juventude.

Logo após a assinatura colhida, a caminhada seguiu em direção ao Centro ocupando a praça do Jardim do Ó e avenida do Cinquentenário com a Juracy Magalhães. De acordo com a Polícia Militar o manifesto atraiu cerca de 6 mil pessoas.