Cristovão Borges é apresentado e afirma: ‘Temos consciência de que precisamos ficar mais fortes’

Cristovão Borges, novo técnico do Bahia, concedeu uma entrevista coletiva nesta segunda-feira (20), no Fazendão, para falar sobre seus planos no comando tricolor. O treinador lembrou-se da sua passagem pelo Esquadrão, nos anos 70, e utilizou este fato como um dos motivos de ter aceitado o convite do presidente Marcelo Guimarães Filho.
– Nós estamos chegando aqui para unir forças porque sabemos das dificuldades e do que está acontecendo. Sou cria daqui e sei do potencial do clube e de sua força. É um clube de tradição, que tem uma torcida impressionante e por isso não tive dúvidas em aceitar e voltar para cá como treinador. Não tenho dúvidas que teremos sucesso e minha dedicação será total – afirmou.

Além da sua identificação com o clube, Cristovão afirmou que trabalhar em uma agremiação de massa também motiva. Anteriormente, o treinador comandou o Vasco, após o problema de saúde do técnico Ricardo Gomes.

– A responsabilidade é grande porque é um clube de massa, a pressão é a mesma (do Vasco) e é dessa forma que vivemos. Isso não assusta, estou motivado e feliz. Estou em casa. Já sabemos das coisas que estão acontecendo e sabemos onde precisamos melhorar – completou.

O Bahia, neste domingo (19), empatou com o Vitória e viu o título baiano ficar com o rival. Diante de um time fraco e afundado em uma crise, Cristovão sabe que terá que fazer algumas modificações. Estas mudanças, de acordo com o treinador, serão feitas juntamente com o presidente e o novo diretor de futebol, Anderson Barros.

– Venho conversando com o presidente, com o Anderson sobre isso. Citar nomes não é proveitoso, mas vamos tomar atitudes. Tomaremos atitudes porque precisamos fazer algumas modificações. A equipe precisa ser reforçada e temos consciência de que precisamos ficar mais forte – analisou.

 

BN Esportes

Os comentários estão fechados.