MP recomenda realização de novo concurso após suspeita de fraude

A Justiça suspendeu o concurso público para preenchimento de cargos na prefeitura da cidade de Prado, no sul da Bahia, por suspeitas de fraudes. A decisão se deu após pedido do Ministério Público do Estado (MP-BA), que denunciou à Justiça irregularidades no processo seletivo. A informação da suspensão do concurso foi divulgada pelo MP nesta quarta-feira (25).

MP recomenda prefeitura de Prado fazer novo concurso após aprovação de comissionados (Foto: Divulgação).

Entre as fraudes, segundo o Ministério Público, está a aprovação de uma quantidade considerável de pessoas que já atuavam na administração municipal, ocupando cargos comissionados. Não foi detalhado quantos comissionados passaram no concurso.

O MP disse, ainda, que foi irregular também a não participação da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no processo de seleção para o cargo de Procurador do Município. A prova para o cargo foi considerada inadequada em razão de não haver questões subjetivas, mas apenas dez questões objetivas de conhecimentos específicos.

As questões da prova para Procurador do Município foram consideradas como insuficientes quantitativa e qualitativamente, já que não se diferenciaram na cobrança de conteúdo das questões presentes nas provas de candidatos a cargos técnicos de nível médio. Segundo o MP, a determinação de suspender o concurso saiu na última quinta-feira (19). Na sexta-feira (20), o órgão estadual recomendou que a prefeitura de Prado realize um novo concurso público.

Os comentários estão fechados.