Mesmo depois de seis meses duplicação da rodovia Itabuna ilhéus não saiu do papel

O contrato e ordem de execução do trabalho foram assinados e espedidos em outubro do ano passado, tendo-se passado quase seis meses após o ato do Governador Rui costa, as obras não foram iniciadas ainda.

A causa disso fora um atraso na apresentação do projeto executivo por parte da OAS, empresa que venceu a licitação em Regime Diferenciado de Contratação (RDC). Orçamentada em R$ 105 milhões, a obra depende também de liberação do Tribunal de Contas da União (TCU) e do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transporte (Dnit).

Os comentários estão fechados.