Médico Itabunense sofre sequestro e é obrigado a pagar 10 mil reais

Exclusivo

Um renomado médico cirurgião itabunense foi vítima de um sequestro relâmpago e sua família foi colocada em cárcere privado na casa onde moram, localizada no bairro São Judas. Os crimes aconteceram no final da tarde desta quarta-feira (11). Os criminosos levaram R$ 10.000,00 e aparelhos eletrodomésticos.

Informações preliminares e exclusivas do Blog do Tom Ribeiro relatam que, três homens estavam de campana na porta da residência do médico, quando o motorista da família, um taxista, chegou como de costume. O trio armado rendeu o motorista e o obrigou a entrar na casa com o veículo. De imediato, os bandidos renderam o médico e sua família, tendo uma garota de apenas 8 anos também como vítima.

Os indivíduos fizeram todos os tipos de ameaças à família, e o plano foi posto em ação. Uma quantia equivalente a R$ 10.000,00 foi pedida ao cirurgião como forma de libertação dos familiares. Desse modo, os criminosos obrigaram o taxista a dirigir até uma agência bancária da cidade para sacar o dinheiro. No veículo, foram dois bandidos, o médico, o taxista, e o terceiro criminoso permaneceu na casa.

Ao chegarem na agência, um bandido saltou do carro para acompanhar o médico e garantir que ele não contasse a alguém o que estava ocorrendo, e chamar a polícia. Sendo que o outro assaltante ficou no táxi ameaçando a todo momento o motorista. A gerência do banco desconfiou da alta quantia que estava sendo sacada, porém, cedeu e nada fez. Com sucesso, os criminosos saíram do local e retornaram para residência no bairro São Judas.

Na casa os assaltantes subtraíram vários eletrodomésticos, notebooks, aparelhos portáteis entre outros. Após a empreitada a família foi liberta e o taxista mais uma vez obrigado a dirigir até um local para deixar os bandidos.

Até o momento ninguém foi preso e a Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR), investiga o caso. A família passa bem.

Aguarde maiores informações a qualquer momento.

Os comentários estão fechados.