Líder da facção DMP, Thiago Penteado é recambiado para Itabuna; criminoso desembarcou em Ilhéus nesta quinta

Acaba de chegar no aeroporto de Ilhéus, por volta das 12:30 desta quinta-feira (18), conduzido por policiais civis da 6ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Itabuna), Thiago de Freitas Rodrigues, popularmente conhecido como Thiago Penteado ou Pente. Ele é apontado pela polícia como bandido de alta periculosidade, suspeito de liderar a facção criminosa DMP, que atua em tráfico de drogas, homicídios e roubos, em Itabuna e região sul da Bahia.

Thiago Penteado estava na lista dos mais procurados da Bahia, fazendo parte, inclusive, do Baralho do Crime, ferramenta lúdica da Secretaria de Segurança Pública do Estado no auxílio ao combate ao crime. Ele era o 7 de Copas, até que foi preso em 17 de julho, em São Bernardo do Campo-SP. A prisão de Thiago ocorreu após investigações da 6ª Coorpin/Itabuna, em parceria com a polícia de São Paulo. O suspeito teve mandado de prisão preventiva cumprida. No imóvel onde ele morava, em São Paulo, foram cumpridos também mandados de busca e apreensão. No local, foram apreendidos celulares, uma quantia em dinheiro, que não teve o valor divulgado, e cadernos com anotações da quadrilha.

O recambiamento de Thiago Penteado para a Bahia já era aguardado pela polícia. O delegado André Aragão, responsável pelo caso, o investigador Lucio Serra e mais dois agentes da Polícia Civil conduziram o acusado na viagem de São Paulo para a Bahia, nesta quarta. A lista de acusações criminais contra Thiago é vasta. Em março de 2017, após longa investigação, a Polícia Civil de Itabuna conseguiu localizar, e, com ajuda da Polícia Civil de Duque de Caxias-RJ, prender dois líderes da facção DMP. Thiago, terceiro suspeito na época, não foi encontrado.

O irmão de Thiago, Danilo de Freitas Rodrigues, o Danilo Cigano também integrava a facção. Em 30 de dezembro de 2011, os irmãos foram presos pela Polícia Militar de Itabuna após trocarem tiros com bandidos rivais na Praça do São Caetano, em plena luz do dia. Umas mulher foi atingida por tiros, e passou por cirurgia para retirada do projétil. Danilo foi preso novamente em Itabuna, em dezembro de 2015, por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo, mas foi liberado após pagar uma fiança estimada em cinco salários mínimos, e mudou-se para Serra-ES. Na cidade capixaba, Danilo Cigano foi executado na manhã de terça-feira, 16 de fevereiro de 2018, dentro da distribuidora de gás do pai dele, no bairro Jardim Limoeiro.

Thiago tem um “currículo” ainda mais amplo, já que é considerado líder da facção. Muitos homicídios, suspeita a polícia, teriam origem nas ordens dadas por Thiago, mesmo quando foragido, escondido em outros estados. Entre as vítimas, bandidos de facções rivais, mas também inocentes, como o menino Keven Braga, de apenas oito anos, morto num ataque ao bairro Gogó da Ema, em Itabuna, em junho de 2017. O paradeiro de Thiago era uma incógnita, mas as investigações policiais foram um sucesso e o criminoso foi preso no ABC paulista. Agora, escoltado por agentes da polícia, está de volta à sua cidade, onde prestará depoimento. Ele segue à disposição da justiça.

 

VerdinhoItabuna

Os comentários estão fechados.