Integrantes do DMP morrem em confronto com a polícia em Pau Brasil; um deles era de Itabuna

Dois suspeitos morreram em confronto com a Polícia Militar no final da tarde de terça-feira (17), no município de Pau Brasil, a cerca de 85 quilômetros de Itabuna. Um deles, Elias Santos de Souza, de 30 anos, morava no bairro Mangabinha, em Itabuna.

Segundo a polícia, Elias estava em companhia de um acusado de matar um policial da reserva. Os dois, de acordo com testemunhas, faziam parte de uma facção criminosa denominada DMP, que decretou guerra contra bandidos de outro grupo rival.

Numa operação da PM para combater o crime organizado, Elias e o comparsa reagiram e, no confronto, acabaram sendo atingidos. A polícia ainda socorreu os dois para o hospital local, mas eles não resistiram aos ferimentos.

Elias, que já foi preso no passado, frequentava uma igreja evangélica em Itabuna, o que fez com que muitas pessoas pensassem que ele havia mudado de vida. No entanto, era considerado uma espécie de “tiro surdo”, quando leva uma vida de aparência.

De acordo com a polícia, Elias, inclusive, era um dos chefes da facção, que vinha dominando Pau Brasil.

Cidade sitiada
Após a operação que resultou no confronto e morte dos bandidos, integrantes da facção da qual os suspeitos mortos fariam parte, sitiaram o município de Pau Brasil.

Testemunham relataram, ainda, que criminosos fortemente armados circulam pela cidade, espalhando terror e pinchando muros e paredes de casas com o símbolo da facção. A população está em pânico.

Os comentários estão fechados.