Governador assina contrato para ampliação e construção de presídios

Nesta sexta-feira (17) o governador Jaques Wagner assinou o contrato para construção de sete novas unidades prisionais e ampliação de outras quatro em Salvador e no interior, com um investimento de R$ 150 milhões. De acordo com informações da assessoria, serão construídos um total de quatro mil novas vagas, que deverão ampliar a capacidade dos presídios e ajudar a esvaziar as delegacias.

Governador da Bahia Jaques Wagner
Governador da Bahia Jaques Wagner

Segundo o governo, as novas vagas do Sistema Prisional passarão a ter atenção especial com a ressocialização e vão contar com espaço específico para aulas, oficinas, e ações educativas. Os municípios atendidos neste projetos são Itabuna, Brumado, Vitória da Conquista, Barreiras, Irecê, Paulo Afonso, Juazeiro e Salvador.

Com as 3.822 novas vagas que serão criadas no sistema prisional baiano, o déficit de espaço nos presídios será eliminado, e mais 522 vagas poderão ser preenchidas com parte dos presos em delegacias. “Com essa assinatura de hoje estamos abrindo mais de três mil vagas e estamos com a expectativa de uma PPP (Parceria Público Privada) para mais 2.200 vagas, além de mais 2.500 vagas com a verba do governo federal, da ordem de R$ 90 milhões. Com isso, vamos dobrar o número de vagas que nós tínhamos em 2007.

Presídio de Itabuna
Presídio de Itabuna

“É um avanço significativo”, disse o governador, destacando a necessidade de esvaziar as delegacias. “Nós precisamos tirar os presos das delegacias para que os agentes e delegados estejam liberados para fazer sua função primeira, que é investigação de crimes e não ficar custodiando presos”. Serão investidos R$ 150 milhões na ampliação de quatro unidades e construção de sete novas unidades prisionais. Atualmente, a população carcerária é de 12.300 pessoas para nove mil vagas. Desde 2007, foram criadas 3.070 vagas nos municípios de Salvador, Feira de Santana, Eunápolis, Itabuna e mais cinco minipresídios.

Os comentários estão fechados.