Funcionários do São Judas afirmam que foram ameaçados

No último sábado (2), Leonardo Almeida Requena, de 28 anos, morreu após dar entrada na Casa de Saúde São Judas Tadeu, localizada na rua frança – bairro São Judas em Itabuna. [relembre aqui]

Segundo funcionários da clínica, por volta das 15h00min desta segunda-feira (4), o irmão do falecido esteve no São Judas e fez ameaças a todos que ali estavam. Confira o relato na íntegra:

A Casa de Saúde São Judas Tadeu, em nome da direção vem por meio deste informar que na última segunda-feira por volta das 15 horas, um indivíduo de prenome Emerson, suposto irmão do paciente Leonardo Requena, adentrou no referido Hospital, e chegando à recepção em um tom bastante ameaçador gritou “Foi nesse hospital que mataram meu irmão? quem foram os técnicos? eu vou descobrir e voltarei para matar todo mundo”. Deixando intimidadas as recepcionistas, assistente social, e a secretária da unidade. Em seguida, saiu e bateu o portão da entrada com bastante força. Vale ressaltar que foram tomadas as devidas providências, entramos em contato com a Polícia Militar que logo compareceu ao local e prestamos uma queixa registrando um boletim de ocorrências no Complexo Policial da cidade.

Os comentários estão fechados.