Funcionários da Santa Casa de Itabuna engajados na Campanha “Outubro Rosa”

Na última terça-feira (15) os funcionários dos hospitais Calixto Midlej Filho, Manoel Novaes e São Lucas participaram de uma programação da Campanha “Outubro Rosa”, onde receberam informações sobre o movimento internacional voltado para a divulgação de informações sobre o câncer de mama.

Santa Casa da Misericórdia de Itabuna aderiu ao Outubro Rosa (Foto: Divulgação)

No Hospital Calixto houve a realização de uma oficina comandada pelo Grupo Se Toque, além de sorteio de camisas da campanha, palestra ministrada pela assistente social Vitória Cunha e um café-da-manhã. Na oportunidade, Suely Dias, presidente do Se Toque, discorreu sobre os cuidados necessários para a prevenção do Câncer de Mama, os fatores de risco, entre outros pontos.

Suely Dias lembrou ainda que com o passar dos anos a doença tem atingido um número cada vez maior de jovens, principalmente em decorrência dos hábitos alimentares. “Esta é uma doença que tem atingido pessoas de todas as faixas etárias, sendo que no passado apenas as mulheres com mais de 40 anos estavam no grupo de risco”, lembrou. “Não existe uma causa única, existem sim vários fatores de risco. É preciso que a mulher tenha consciência da importância de realizar os exames, principalmente aquelas que possuem histórico da doença na família”, afirmou a presidente.

Funcionários participaram de oficinas e palestras (Foto: Divulgação)
Funcionários participaram de oficinas e palestras (Foto: Divulgação)

Uso de álcool, fumo, sedentarismo e excesso de gordura foram apontados como alguns dos fatores de risco. Já a alimentação equilibrada, foi mencionada pela presidente do Grupo Se Toque como um desafio a ser vencido, por contribuir de forma efetiva para a prevenção da doença.

Direitos do paciente com Câncer

Já a assistente social Vitória Cunha aproveitou o momento para transmitir informações sobre os “Direitos do Paciente com Câncer”. A importância do cumprimento da Lei n° 12.732, de 22/11/2012, que garante o tratamento dos pacientes em um prazo de até 60 dias após ser detectada oficialmente a doença, foi um dos pontos abordados.

Os cuidados paliativos da doença e os principais direitos que são garantidos aos pacientes em tratamento de câncer, também foram abordados na palestra que foi encerrada com uma dinâmica interativa.

Os comentários estão fechados.