Ex-prefeito e empresários na mira

Decisão judicial provocará furdunço na política ilheense. Os alvos são ex-gestores e empresários acusados de fazer estripulias com dinheiro público na área da Educação. A decisão somente aguarda ser publicada para, como se diz, surtir os efeitos. O negócio escabroso pode resultar em até 20 anos de xilindró para o “consórcio”, mas a decisão desta vez ainda não tratará de restrição de liberdade.

Os comentários estão fechados.