Prosegur diz que não indenizará moradores prejudicados por explosão de sede

Advogados da Prosegur, empresa de segurança explodida no início do mês em Eunápolis, informaram que a empresa de transporte de dinheiro não irá arcar com os prejuízos de comerciantes e moradores que tiveram os imóveis danificados pela ação criminosa.

Na reunião realizada na última sexta-feira (16), na prefeitura do município, o diretor jurídico da Prosegur, o advogado Alexandre Ribeiro Fuente Canal, afirmou que a empresa até possui seguro que cobre danos a terceiros, mas não em uma situação em que ela também foi vítima.

De acordo com Radar 64, o advogado disse que quem se sentir prejudicado pode entrar com uma ação na justiça. A companhia só vai indenizar alguém caso haja uma decisão judicial.

Os comentários estão fechados.