Estudantes interditam a ponte Ilhéus-Pontal contra aumento da passagem

Estudantes secundaristas interditaram a Ponte do Pontal, em Ilhéus, nesta segunda-feira (2) em mais um protesto contra o aumento da tarifa de ônibus. A partir do próximo domingo (8), a passagem saltará de R$ 2,40 para R$ 2,60. A ponte foi liberada por volta das 12h.

Foto: Gabriel Almeida/ Blog do Gusmão.
Foto: Gabriel Almeida/ Blog do Gusmão.

O prefeito Jabes Ribeiro havia determinado o reajuste da passagem há quinze dias, quando anunciou que a nova tarifa passaria a vigorar no dia 1º. Após os protestos da última sexta (30), Jabes assinou decreto adiando o aumento para o próximo dia 8. Os protestos da sexta-feira interditaram ruas na região do Malhado. Manifestantes também bloquearam, na parte da tarde, o acesso ao terminal urbano, no centro.

MAJOR ACUSA ESTUDANTES DE COMETEREM 4 CRIMES

O Major Câmara, comandante da 68ª Companhia da Polícia Militar, acusa os três estudantes conduzidos à delegacia de terem cometido quatro crimes. Igor do Carmo e os menores A.M. e J.M. (ambos de 16 anos) teriam praticado atos obscenos, desacato a um servidor público, ameaças e obstrução de via pública.

Ouvido pelo repórter Thiago Dias na 7ª Coorpin, Igor negou as acusações. “O Major me agarrou pelo braço dizendo ‘você é o líder, você é o líder’. Isso não é verdade. Quando entrei no protesto ele já estava organizado. Eu não tenho condições de parar o movimento, por isso ele me prendeu”. Segundo a advogada Lu Cerqueira, defensora dos estudantes, os três serão liberados após serem ouvidos pelo delegado plantonista da Polícia Civil.

Vale a pena lembrar.

No dia 29 de março, Igor do Carmo foi esfaqueado quando saiu da Câmara de Vereadores de Ilhéus. Fabio Barreto, tido como segurança do Prefeito Jabes Ribeiro, foi reconhecido pela vítima (e por várias testemunhas) como autor da facada. Na queixa prestada na 7ª Coorpin, Igor afirmou que o carro usado pelo prefeito deu fuga a Barreto.

Os comentários estão fechados.