Eleições 2020: “eleitor deve usar álcool gel após votar e não antes”, diz presidente do TSE

O presidente do TSE (Tribunal Superior Eleitoral), o ministro Luís Roberto Barroso, disse que já tem pensado em medidas de cautela na realização das eleições, como o uso de máscaras, o distanciamento social e a elaboração de uma cartilha com recomendações.

Barroso também afirmou que o eleitor não poderá utilizar álcool gel (uma medida de proteção contra o coronavírus) antes de votar, já que corre-se o risco de dano do aparelho.

“Confesso que eu tenho conversado mais com epidemiologistas e sanitaristas do que juristas de uma maneira geral. Parte das minhas conversas tem sido em medidas de cautela durante as eleições, que vão desde o uso de máscara para mesários e eleitores, até uma farta distribuição de álcool gel, o país está sem dinheiro, mas vamos buscar na iniciativa privada. E outras medidas de segurança, como distanciamento social. E já começamos a detalhar uma cartilha com recomendações de proteção ao eleitor”, disse.

Os comentários estão fechados.