Descaso no setor de habitação da Caixa Econômica Federal

Mutuários pela Caixa Econômica Federal estão revoltados com o descaso da empresa sobre as obras do Villa Verde Residencial, em Itabuna, que se encontram paradas. De acordo com cláusulas contratuais, a seguradora deveria assumir a conclusão das obras mesmo em caso de paralisação por parte da construtora responsável. Embora seja um financiamento consideravelmente caro, os mutuários estavam tranquilos por acharem que a Caixa Seguros se responsabilizaria por qualquer imprevisto.

Os apartamentos do Villa Verde Residencial tinham data marcada para entrega, em 30 de março de 2012, entretanto, as obras se encontram paradas desde o segundo semestre do ano passado, quando a construtora Runa, responsável pelas obras, faliu. Diante das dificuldades financeiras que a Runa estava enfrentando na época, a própria empresa teve a iniciativa de suspender as atividades dos trabalhadores. Mais de 1 ano após a data prevista para entrega dos apartamentos, as obras continuam paradas sem que os financiados recebessem qualquer notificação oficial pela Caixa, que deveria tomar providências para garantir o ressarcimento dos prejuízos causados aos mutuários, o que é previsto pela legislação como direito do consumidor.

As obras continuam paradas, as estruturas já construídas estão sendo danificas pelo tempo e ausência de manutenção e, os mutuários, continuam a pagar os juros da obra que nem tem previsão de retorno.

Até o momento, a equipe do Blog do Tom não conseguiu contactar à Caixa.

Os comentários estão fechados.