Corpo carbonizado em Ilhéus era de filho de empresários itabunenses

A família de Jaime Júnior acredita que o corpo encontrado carbonizado nesta terça-feira (19), no distrito de Japu, em Ilhéus, seja dele. A equipe do Departamento de Polícia Técnica realizará um exame de DNA para confirmar a suspeita. Jaime Júnior era de Itabuna, filho de empresários do setor hoteleiro.

A princípio, a suspeita era que o incêndio tivesse sido criminoso, mas a mãe da suposta vítima divulgou um áudio no WhatsApp dizendo que foi encontrada uma vela ao lado da cama e que na casa não havia sinais de arrombamento. A polícia segue investigando o caso.

Os comentários estão fechados.