Convertida para preventiva prisão do pedreiro que espancou a mulher

A justiça converteu em preventiva a prisão do pedreiro Marcos Antônio dos Santos de Assis, de 43 anos, após ele ser detido em flagrante por agressão física e jogar água quente na sua esposa.

Inicialmente ele poderia pagar dois salários mínimos e meio de fiança para receber a liberdade, porém, por conta da gravidade do caso, o juiz plantonista Ulysses Maynard Salgado não concedeu o direito dele responder em liberdade, conforme informou o Plantão Itabuna. Rosimeire Castro, 36 anos, é agente comunitária de saúde, ela foi socorrida para o Hospital de Base com hematomas visíveis de agressão no rosto, além disso, com sinais de queimadura.

Os comentários estão fechados.