Conferência em Itabuna debate temas importantes para o futuro das cidades

Foto: Pedro Augusto
Foto: Pedro Augusto

O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, disse que ouvindo as pessoas se vai encontrar soluções baratas para os principais problemas urbanos. Vane presidiu a solenidade de abertura da 5ª Conferência Municipal da Cidade de Itabuna, na noite de segunda-feira, no Centro de Cultura Adonias Filho, que reuniu representantes de segmentos sociais, estudantes, empresários, vereadores e secretários municipais sob o slogan “Quem Muda a Cidade Somos Nós – Reforma Urbana Já”.

“Essa Conferência é importante porque permite aos cidadãos projetar a cidade que desejam”.

Declarou o prefeito, acrescentando que Conferências como a que se realiza em Itabuna ajudaram a mudar a cara do País. Vane anunciou o lançamento de um pacote de obras para atender a população de dois bairros, fazer a inclusão social de 10 mil crianças e adolescentes e estimular o desenvolvimento urbano. Também falou da recuperação da cobertura da Feira do São Caetano e da retomada de obras paralisadas pela gestão passada, a exemplo da urbanização de oito bairros na zona oeste, com a coleta e tratamento de 30% de esgotos.

O prefeito Vane lembrou que apesar das dificuldades, a Prefeitura tem ouvido as sugestões, contribuições e críticas da sociedade como durante a realização do Fórum de Mobilidade Urbana promovido pela Secretaria de Transportes e Trânsito – Settran no mês de março e o Simpósio Municipal de Esporte e Lazer, no mês passado. “Não tenham dúvidas de que estamos dispostos a ouvir, pois estamos iniciando uma gestão participativa e aberta às sugestões de todos os segmentos da sociedade”, enfatizou.

UNIÃO DE IDEIAS E IDEAIS O presidente da Conferência Municipal da Cidade de Itabuna e secretário de Desenvolvimento Urbano, engenheiro Marcos Monteiro, se disse satisfeito com a participação das pessoas na solenidade de abertura, principalmente pela demonstração de entusiasmo e compromisso com as mudanças que a atual gestão municipal imprime na cidade.

“É gratificante quando a participação leva em conta aspectos positivos, na colocação de ideias e ideais em favor da cidade da gente”, discursou.

O secretário de Planejamento e Tecnologia, vice-prefeito Wenceslau Augusto Junior, agradeceu o apoio do prefeito Vane para a Conferência que na abertura reuniu todos os secretários municipais, dirigentes da Fundação Marimbeta e Emasa, além de vereadores, numa demonstração de que o Executivo e o Legislativo têm compromissos na discussão e encaminhamento de soluções para os principais problemas urbanos. Já o presidente da Câmara de Vereadores, Aldenes Meira, chamou a atenção para dois pontos que serão debatidos: mobilidade urbana e meio ambiente.

A construção do Sistema Nacional de Desenvolvimento Urbano (SNDU) foi defendida na palestra:

“Quem Muda a Cidade somos nós – Reforma Urbana já”

Superintendente de Habitação da Secretaria de Desenvolvimento Urbano do Estado da Bahia, Eleonora Lisboa Máscia. Além de focar os quatro eixos temáticos da Conferência Nacional das Cidades, ela destacou a necessidade de aprofundamento das discussões sobre Projeto de Lei que vai regulamentar a Política Nacional de Desenvolvimento Urbano e que será encaminhado pela presidente Dilma Roussef ao Congresso Nacional.

Nesta terça-feira, as palestras versaram sobre temas como “Mobilidade Urbana”, por Homero Mazottini Saes, coordenador técnico e especialista em Gestão e Planejamento Urbano da Secretaria de Desenvolvimento Urbano da Bahia; “Habitação”, pela doutora Eleonora Lisboa Máscia; “Saneamento Básico”, pelo presidente da Emasa, Ricardo Campos e “Meio Ambiente”, pelo secretário municipal de Agricultura e Meio Ambiente, Lanns Almeida Filho. A parte da tarde será para reunião de grupos temáticos e apresentação de propostas.

Os comentários estão fechados.