Primeiro caso de dengue hemorrágica do ano é registrada em Itabuna

Mosquito da dengue
Mosquito da dengue

A Secretaria da Saúde por meio da Vigilância Epidemiológica confirmou através de exames clínicos o primeiro caso de dengue hemorrágica em Itabuna. A paciente – menor de idade – está internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Base, onde recebe hidratação rápida e medidas de suporte médicos necessários estando fora de perigo.

A direção do Hospital de Base informa que já foram coletados materiais para exames laboratoriais que serão feitos no município pelos técnicos da Vigilância Epidemiológica de Itabuna.

Segundo o presidente da Fundação Itabunense de Assistência à Saúde (Fasi), o médico Paulo Bicalho, a Vigilância Epidemiológica da Secretaria da Saúde de Ilhéus será comunicada, já que há indicativos de que a paciente tenha sido contaminada no litoral norte daquela cidade. Além dos exames laboratoriais locais, o material será enviado para averiguação pelo Laboratório Central da Secretaria da Saúde da Bahia (Sesab), que deve divulgar laudo em até 15 dias.

Sede da Plansul atende em novo endereço

Antiga fachada da Plansul
Antiga fachada da Plansul

De acordo com a Santa Casa de Misericórdia de Itabuna, a partir do dia 27 de janeiro o Plano de Saúde Hospitalar da Santa Casa de Itabuna – PLANSUL – passará a funcionar em sede própria em prédio anexo ao Hospital Manoel Novaes.

Esta mudança visa um melhor atendimento e comodidade para os clientes. As novas instalações da unidade funcionarão na rua Santa Cruz, s/n, bairro de Fátima. Maiores informações pelo tel. (73) 3214-3800.

Pesquisa afirma que casais sem filhos são mais felizes no casamento

Pesquisadores britânicos sugerem que casais sem filhos são mais felizes no casamento. Segundo a pesquisa da Open University, realizada ao longo de dois anos, esses casais estão mais satisfeitos nos seus relacionamentos e se sentem mais valorizados por seus parceiros do que os casais que têm filhos.

Os autores do estudo afirmam que casais sem filhos dedicam mais tempo à manutenção do relacionamento. Eles também apoiam o parceiro (expressam “eu te amo” com mais regularidade) e conversam mais abertamente. Entretanto, segundo a pesquisa, as mães – apesar de se dizerem mais insatisfeitas com a qualidade do relacionamento e com o parceiro – são mais felizes com a vida em geral do que qualquer outro grupo analisado. Por isso, os autores consideram: “Isto indica que ter filhos pode ser uma fonte de felicidade para mulheres”, afirmam.

SEXO

Leia mais…