Pastor diz ter sido traído pelo colega

O presidente do PTC de Itabuna, Pastor Elias, está bastante irritado com a postura do Secretário de Trânsito da Cidade, Adiel Brito. O mesmo foi indicado pelo PTC, mas na semana passada o partido decidiu entregar o cargo ao prefeito Vane do Renascer, (PRB).

DSC07369

O problema é que Adiel Brito se “apegou” ao cargo, e optou por continuar no cargo, e não seguir a orientação do presidente do partido. “Eu fui traído por Adiel Brito, mas vida que segue, o certo é que o partido PTC não faz parte do governo municipal, Adiel é cota pessoal do prefeito Vane”, declarou Elias.

Vane exonera Diretor da Emasa e diz que apoia investigação do MP

O prefeito Claudevane Leite anunciou, há pouco, ter mandado exonerar o diretor de Planejamento e Expansão da Emasa, José Antônio dos Santos, preso pela polícia civil durante operação que investiga irregularidades na empresa municipal. Funcionários concursados envolvidos nas irregularidades foram afastados. Segundo Vane, o Ministério Público Estadual (MP-BA) tem o seu apoio nas investigações dos malfeitos na Emasa.

Zé Antônio foi preso preventivamente, ontem (30), juntamente com o chefe de Manobras da Emasa, Pedro Barreto. “Queremos que as coisas sejam, efetivamente, apuradas para que se dê resposta conclusiva à sociedade”, disse o prefeito em nota. Vane disse ter mandado abrir auditoria e processo administrativo, há cerca de dois meses, para investigar denúncias de irregularidades na empresa e contra Zé Antônio, que teria usado maquinário e estrutura da empresa em benefício próprio.

Imediatamente, mandei abrir um processo administrativo para investigar o fato e chegar ao resultado. Portanto, no âmbito interno da empresa municipal de saneamento ambiental, as apurações já estão em andamento – disse o prefeito. As investigações do Ministério Público investigam contratos, antecipação de vencimentos a diretores da Emasa e uso da estrutura da empresa, por diretores, em benefício próprio.

Conselho de Ética processa Bolsonaro por apologia à tortura

Bolsonaro na votação do impeachment. Imagem: Folhapress.

O Conselho de Ética da Câmara dos Deputados iniciou ontem (28) processo disciplinar contra o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ). Ele é acusado de fazer apologia à tortura durante o voto a favor do impeachment da presidente afastada Dilma Rousseff (PT).

Na ocasião, no dia 17 de abril de 2016, Bolsonaro dedicou seu voto ao coronel reformado Brilhante Ustra, primeiro militar reconhecido como torturador pelo Judiciário. Ao homenageá-lo, o parlamentar disse que Ustra foi o “terror” de Dilma, vítima de tortura do regime militar instaurado em 1964.

O processo pode resultar na cassação do mandato. Nessa terça-feira Bolsonaro se defendeu. “O assunto, por demais conhecido, foi a referência que fiz ao Cel Brilhante Ustra ao proferir meu voto na sessão de impeachment da Presidente Dilma e que, certamente, não deverá motivar qualquer sanção, já que se trata de opinião de parlamentar, proferida em plenário da Câmara dos Deputados”, afirmou. Além desse caso, Bolsonaro é réu no Supremo Tribunal Federal, sob a acusação de incitar o crime de estupro.

MPF denuncia prefeito por fraude de R$ 2 milhões com dinheiro da educação

O prefeito de Uauá, Olímpio Cardoso Filho, foi denunciado por fraude de R$ 2 milhões em licitação de serviços educacionais e de tecnologia da informação. Olímpio sofreu denúncia do Ministério Público Federal (MPF) no âmbito da Operação Águia de Haia, que apura desvio de recursos públicos federais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) em municípios da Bahia.

Olímpio foi denunciado na Operação Águia de Haia (Foto ICurerê).

Além dele, outras seis pessoas também foram denunciadas, entre servidores municipais e o empresário Kells Bellarmino, líder do núcleo empresarial da organização criminosa. O município de Uauá (BA) tem aproximadamente 27 mil habitantes e fica a 363 quilômetros de distância da capital Salvador. Segundo a denúncia oferecida pela procuradora regional da República Raquel Branquinho, a contratação da empresa KBM pelo município ocorreu por intermédio do então secretário municipal de Educação, Jadisson Oliveira de Morais, com autorização do prefeito.

Leia mais…

Para evitar gastos, prefeitura de Itamaraju cancela São João pelo segundo ano

A prefeitura de Itamaraju, no extremo sul do estado, decidiu pelo cancelamento da festa de São João deste ano. É o segundo ano consecutivo que a administração decide em não realizar o evento. O cancelamento foi determinado pelo prefeito em exercício Luiz Mário da Silva Lima (PSD), que responde no lugar de Manoel Pedro (PSD), prefeito eleito que foi afastado por problemas de saúde.

Conforme a prefeitura, o motivo se deve à falta de recursos, devido à diminuição da arrecadação do Município, agravada pela crise financeira no país. No estado, o Ministério Público recomendou que prefeituras evitem gastos elevados com os festejos, como forma de garantir o funcionamento de serviços essenciais, como educação, saúde e saneamento básico. O anúncio do cancelamento foi feito na noite desta quarta-feira (15).

Presidente da Alba sai em defesa de Jutahy após pedido de inquérito no STF

O deputado estadual e presidente da Assembleia Legislativa da Bahia, Marcelo Nilo (PSL), saiu em defesa do deputado federal baiano Jutahy Magalhães Júnior (PSDB), que teve um pedido de inquérito enviado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, enviado ao Supremo Tribunal Federal (STF).images

Janot enviou e pediu a investigação do tucano por crimes de corrupção e lavagem de dinheiro após ter encontrado indícios de recursos da empreiteira OAS em caixa dois nas campanhas do parlamentar nos anos de 2010 e 2014.images

Em conversa com a reportagem do Bocão News, Nilo fez elogios ao adversário político. “Apesar de estarmos em campos opostos da política, ele de um lado e eu de outro, o conheço há mais de 42 anos. Não existe a menor possibilidade de ele ter cometido algum fato que não seja dentro das leis deste país. É um dos homens mais sérios que conheci na vida e que tem o maior zelo com a coisa pública”, disse o presidente do Legislativo baiano.

Fernando Gomes na lista dos fichas sujas do TCU

O Tribunal de Contas da União (TCU) disponibilizou nesta quinta-feira (9) à Justiça Eleitoral uma lista de 6.738 gestores públicos que tiveram contas consideradas irregulares em processos de fiscalização na aplicação de recursos públicos federais. Com a lista, os tribunais eleitorais poderão rejeitar a candidatura daqueles que pretendem concorrer nas eleições municiais deste ano, conforme prevê a Lei da Ficha Limpa.

Segundo a Lei da Ficha Limpa, ficam inelegíveis por oito anos aqueles com contas rejeitadas por irregularidade insanável e que configure ato doloso de improbidade administrativa (mau uso de recursos públicos) e por decisão irrecorrível. Após receber a lista, o presidente do TSE, ministro Gilmar Mendes, ressaltou que, pelo calendário eleitoral, a lista foi entregue antes do prazo previsto, no dia 5 de julho. Com isso, os tribunais ganham mais tempo para analisar os registros de candidatura.

FERNANDO GOMES NA LISTA

A lista do TCU deverá abalar o “QG” do ex-prefeito Fernando Gomes (DEM). O mesmo lançou seu nome como pré-candidato a prefeito, mas apareceu na lista com quatro condenações. Sendo que a última foi em setembro de 2015.

Temer abre crédito extra e libera R$ 150 milhões para eleições municipais

Um crédito extraordinário de R$ 150 milhões vai ser aberto para a organização das eleições municipais deste ano. A medida provisória, divulgada nesta quinta-feira (9) no Diário Oficial da União, foi assinada pelo presidente interino Michel Temer. De acordo com a Agência Brasil, o crédito é destinado à Justiça Eleitoral. Em maio, o presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Gilmar Mendes, declarou que a Justiça Eleitoral precisava de cerca de R$ 250 milhões no orçamento para tocar as eleições 2016. À época, Mendes disse que já havida se reunidos duas vezes com o então ministro do Planejamento, Romero Jucá, para tratar do tema e que o governo buscava uma solução para o tema.

PREFEITO CHAMA MANIFESTANTE DE “VIADO”

d4de1e7e-2331-4f8a-b5af-99b11605b226O prefeito de Poções, Otto Magalhães (PC do B), protagonizou uma cena lamentável na manhã desta terça-feira. A prefeitura está realizando a reforma da praça que fica localizada próxima a prefeitura.

Por conta da reforma estão sendo derrubadas algumas arvores, os moradores protestaram contra a derrubada, o prefeito saiu da prefeitura bastante nervoso e começou a “ofender” os populares que estavam no local. “Agora qualquer “viadinho” quer mandar no município, eu mandei derrubar, a ordem foi minha, é para derrubar todas as arvores”, diz o prefeito no vídeo abaixo

Nova proposta para servidores acabarem com a greve

 

O prefeito de Itabuna, Claudevane Leite, convocou reunião, hoje pela manhã, com diretores do Sindicato dos Servidores Municipais de Itabuna (Sindserv), para apresentar mais um avanço na proposta de negociação que mantém com a categoria, em greve há 28 dias. Sem condições de dar reajuste salarial, o prefeito propôs a ampliação no número de beneficiados com o ticket alimentação e um reajuste no valor deste benefício. “Temos mantido o diálogo permanente com a categoria e precisamos chegar a um acordo que seja bom para o governo, para o trabalhador e para a cidade”, disse o prefeito.

Eleição em Itabuna terá pelo menos 7 pré-candidatos de ‘primeiro pelotão’

A corrida eleitoral em Itabuna, apresenta neste ano um leque amplo de pré-candidatos. Se o número expressivo, em torno de 13 pré-candidatos, se manterá no frigir dos ovos, ninguém ainda sabe. Só no considerado primeiro pelotão – os com maior visibilidade – pelo menos sete nomes vão entrar na briga para decidir quem será o prefeito da cidade a partir de 1° de janeiro de 2017.

A candidatura da situação, apoiada pela atual prefeito Claudevane Leite, o Vane da Renascer, será representada pelo deputado federal Davidson Magalhães (PCdoB). O nome de Magalhães foi decidido após desistência de Vane em concorrer à reeleição neste ano. Dizem que a rejeição à atual gestão fez Vane desistir de seguir à frente do executivo local. Com candidatura mais alinhada, mas nem tanto celebrada pelo governo Rui Costa, o deputado Geraldo Simões (PT), duas vezes prefeito da cidade, também colocará o nome para a disputa. No arco da oposição, três nomes concorrem ao pleito.

Um é o ex-prefeito por quatro temporadas Fernando Gomes, do DEM. Outro é o Capitão Azevedo, também ex-prefeito de Itabuna, que se filiou recentemente ao PTB, depois de deixar o DEM. Contra os dois pesam implicações judiciais. Gomes foi condenado pela Justiça Federal por irregularidades no uso de verbas em um programa de agricultura familiar. E Azevedo teve quatro contas rejeitadas na passagem dele no comando da prefeitura entre os anos 2009 e 2012.

O mais jovem dos três, Augusto Castro (PSDB) é o com maior saúde pré-eleitoral. Liderou uma pesquisa de intenção de votos feita em dezembro do ano passado.

Mais ao centro, aparecem Antônio Mangabeira (PDT) e Roberto José (PR). O pedetista, que é engenheiro, é tido como a novidade entre os postulantes; e o geógrafo Roberto José, que se desligou do governo Vane para concorrer ao pleito, vai pautar a campanha no chamado choque de gestão, com redução de despesas para gerar saldo para investimentos. Além dos sete, aparecem como pré-candidatos, Zem Costa (PSOL), que ficou em 5° lugar na eleição de 2012, além de Leninha da Autoescola (PPS), Alfredo Melo (PV) e Coronel Santana (PTN). Os dados estão lançados.

Carlos Leahy adia sonho de ser prefeito para cuidar da saúde

Um câncer no pâncreas, descoberto por acaso há uma semana, levou o pré-candidato a prefeito Carlos Leahy, do PSB, a retirar o seu nome da disputa pela prefeitura de Itabuna, nas eleições deste ano. O anúncio da decisão foi feito pelo próprio Leahy durante entrevista coletiva à imprensa de Itabuna e região, na tarde desta quarta-feira (1º).

“Estou adiando o sonho de ser prefeito de Itabuna. Estou apenas adiando, e não desistindo, porque não desistirei jamais”, declarou, deixando transparecer que ainda poderá vir a ser candidato em outra oportunidade.

Leahy disse que está se preparando para iniciar o tratamento já a partir da próxima semana. Durante todo o tempo da entrevista, que durou cerca de uma hora, ele demonstrou firmeza, tranqüilidade e otimismo quanto ao resultado das sessões de quimioterapia para redução do tumor a que será submetido pelos próximos cinco meses.

Presente à coletiva, o presidente do PSB itabunense, João Carlos Oliveira, esclareceu que o partido deverá ter participação efetiva no processo eleitoral que se aproxima, mantendo inclusive as pré-candidaturas à Câmara Municipal, mas não antecipou nada sobre possível apoio a outro candidato a prefeito. “Ainda é cedo para uma tomada de decisão, e não é prudente decidirmos agora, num momento de emoção”,disse, acrescentando que qualquer decisão a ser tomada terá o aval de toda a Executiva do partido.

PF realiza operação em Itaberaba, Vitória da Conquista e Itapetinga

A Polícia Federal realiza uma operação na manhã desta terça-feira (31) nos municípios de Itaberaba, Vitória da Conquista e Itapetinga e cumpre nove mandados de busca e apreensão.

A operação Transfolia, como foi batizada, investiga fraudes em licitações e desvios de recursos públicos referentes à contratação de uma empresa para o serviço de transporte escolar pela prefeitura de Itaberaba, onde são cumpridos parte dos mandados.

O caso começou a ser investigado há cerca de um ano e meio e verificou que os participantes do esquema direcionavam as licitações para beneficiar uma empresa e faziam dispensas de licitação irregulares, por meio de contratos emergenciais.

A apuração estima prejuízos superiores a R$ 57 milhões entre os anos de 2010 e 2015. Cerca de 40 policiais participam da ação. Os mandados foram expedidos pelo Tribunal Federal da Primeira Região, em Brasília.

MAIS UM ESCÂNDALO EM ITAGIMIRIM: Entrevista revela esquema da “Máfia dos títulos”

Nesta Terça-Feira (24), cidadãos de toda a região baiana foram surpreendidos com várias denúncias em respeito as irregularidades em transferências de títulos de Eunápolis, Belmonte e zona rural para o município de Itagimirim.

Em uma entrevista cedida à rádio Líder Sul Fm , no programa Comando Geral ás 12:00, que também foi transmitido pela 98,5 no programa Fala povão, o senhor Orisvaldo Júnior denunciou o esquema de transferência de títulos em Itagimirim, onde, o mesmo relata detalhadamente como tudo ocorreu.

Segundo Orisvaldo, ele foi contratado pela prefeitura de Itagimirim, pelo senhor Walter Ferreira, que é chefe de gabinete da prefeitura, seu filho Rodrigo Ferreira e o prefeito Rogério Andrade, sua função era recrutar essas pessoas para a realização de transferência com promessas como cestas básicas, diversos tipos de exames e entre outras.

Orisvaldo alega que aceitou esse “serviço” pois estava desempregado e tinha como promessa a ele um salário de R$ 1200,00, um terreno e a assessoria de Rodrigo Ferreira em seu futuro mandato de vereador.

Ele diz que chegou a receber o seu primeiro salário, mas que com dois meses (prazo que se encerra às transferências) seu nome foi retirado da folha de pagamento da prefeitura, e que algum tempo depois recebeu uma intimação da Drª Valéria e que após isso ele nunca mais foi procurado e nem atendido por eles, a não ser para ir com sua mãe na casa de Walter Ferreira para construir uma defesa para apresentar à promotora.

Ele relata também que nas vezes em que esteve no Cartório viu o irmão do prefeito, Júnior Andrade e seu primo Márcio da saúde, cujos são vereadores, e o Ex-secretário de Educação Valdirinei também realizando essas transferências e com agendamento.

Orisvaldo diz que tomou essa atitude de denunciar porque teme pela sua segurança e a de sua família. Quanto aos documentos (contratos alterados, comprovantes de residência) ele relata que Rodrigo Ferreira era quem o entregava já pronto para a transferência ser feita.

Segundo ele, quando o procuraram para tal ação o próprio prefeito Rogério Andrade questionou qual seria o seu potencial para transferir uma grande quantidade de títulos. Com essas denúncias feitas pelo senhor Orisvaldo Júnior, percebe-se até onde pode ir à ambição, ganância de poder e irresponsabilidade desses indivíduos que estão na administração de um município.

Governo de Pedrão em Itapé, é considerado o pior na região

O último ano do governo do prefeito de Itapé, Pedrão (PSB), está considerado um dos piores dos últimos tempos na cidade. Nesta semana o alcaide comunicou que a prefeitura não vai realizar a tradicional festa de São João antecipado na cidade.quadronegrofinal1

O prefeito alegou que a crise financeira que vêm sendo enfrentada por muitos municípios baianos, onde a redução nos últimos meses dos repasses do FPM (Fundo de Participação dos Municípios).