Para entregar arma química, Síria exige que EUA desistam de ataque

O presidente da Síria, Bashar al Assad, exigiu nesta quinta-feira (12) que os Estados Unidos renunciem às ameaças como condição para entregar seu arsenal químico à comunidade internacional e denunciou que os rebeldes sírios recebem substâncias químicas do exterior.

“Isto não significa que a Síria assinará os documentos [em alusão à Convenção Internacional para a Proibição das Armas Químicas], cumprirá as condições e pronto”, disse Assad em entrevista exclusiva ao canal de notícias russo Russia 24.

— É um processo de mão dupla e que precisa que os EUA abandonem sua política de ameaça contra a Síria e da medida que será aceita a proposta russa.

Assad acrescentou: “Quando virmos que os EUA realmente desejam a estabilidade em nossa região e deixar de ameaçarem, de se empenharem em um ataque e também pararem de enviar armas para os terroristas, consideraremos que podem realizar os processos necessários [de destruição do arsenal químico] até o final”.

Com informações do site R7.

Ataques de 11 de Setembro nos EUA completam doze anos

One World Trade Center, a primeira torre construída no local da tragédia
One World Trade Center, a primeira torre construída no local da tragédia após ataques

Doze anos depois dos ataques do 11 de Setembro, os Estados Unidos novamente lideram um debate internacional sobre violência bélica e guerras. Desta vez, os norte-americanos defendem uma intervenção armada na Síria. Para o presidente dos EUA, Barack Obama, os sírios usam armas químicas nos conflitos que ocorrem principalmente na capital Damasco. Por enquanto, os norte-americanos adiaram o começo da ofensiva à espera de o presidente da Síria, Bashar Al Assad, entregar os arsenais químicos para a comunidade internacional destruir.

Em 11 de Setembro de 2001, houve uma série de ataques suicidas coordenados pela rede Al Qaeda a cidades norte-americanas. Pela manhã, 19 homens ligados à rede sequestraram quatro aviões comerciais com passageiros e usaram dois deles para atingir as Torres Gêmeas do World Trade Center em Nova York.

Os ataques às Torres Gêmeas mataram todos que estavam nos aviões e muitos dos que trabalhavam nos edifícios. Ambos os prédios desmoronaram em duas horas, destruindo construções vizinhas e causando outros danos. O terceiro avião de passageiros caiu contra o Pentágono, em Arlington, Virgínia, nos arredores de Washington.

O quarto avião caiu em um campo próximo de Shanksville, na Pensilvânia, depois que alguns dos passageiros e tripulantes tentaram retomar o controle do avião, que os sequestradores tinham desviado para Washington. Não houve sobreviventes em qualquer um dos voos.

No total, aproximadamente 3 mil pessoas morreram, inclusive os 19 sequestradores. O governo dos Estados Unidos respondeu aos ataques a partir do movimento denominado Guerra ao Terror. Sob coordenação dos norte-americanos, houve a invasão ao Afeganistão. Vários países também reforçaram a legislação antiterrorismo e ampliaram os poderes de aplicação da lei.

Os Estados Unidos estabeleceram um fundo no valor de US$ 4,3 milhões para a cobertura de tratamentos médicos contra a asma e doenças respiratórias, além de depressão, ansiedade e dores múltiplas. Em junho, o instituto norte-americano para a higiene e saúde no trabalho recomendou que alguns tipos de câncer fossem acrescentados à lista de doenças ligadas aos ataques.

Mulher empurra marido de penhasco em plena lua de mel

Jordan Linn Graham tem somente 22 anos e está sendo acusada de ter empurrado seu marido de um penhasco, Cody Lee Johnson, de 25 anos, em plena lua de mel, na cidade de Kalispell, Montana, nos Estados Unidos.

Segundo uma amiga dela, Graham tinha dúvidas em relação ao casamento. Eles tinham apenas duas semanas de casados e teriam discutido feio no dia da morte do rapaz, que caiu de um penhasco.

Para a polícia, ela admitiu que mentiu quando afirmou que viu o marido pela última vez com os amigos. Segundo se fala na cidade, após ter empurrado o jovem, Graham não procurou a polícia.

Casal espera público esvaziar estádio e tem relações íntimas no meio do gramado

A história é inacreditável, mas aconteceu de verdade. Um casal resolveu ter relações íntimas no meio do gramado de um campo de futebol, na Dinamarca, logo após a partida de dois times locais: o Brøndby e Randers.

O rapaz e a moça, que não tiveram seus nomes divulgados, esperaram o público deixar o estádio para começar a praticar a ação. Apesar disso, Mikkel Davidsen, assessor de imprensa do Brøndby, permaneceu no local e tirou uma foto.

O “namoro” não durou muito tempo. James Mickel Lauritsen, chefe de segurança do estádio, interrompeu o casal. A imagem dos dois se tornou viral e se espalhou rapidamente pelas redes sociais.

Rússia: vídeo mostra “pênis voador” invadindo coletiva

O "pênis voador" invadiu uma coletiva de imprensa.
O “pênis voador” invadiu uma coletiva de imprensa.

Nesta semana a luta contra as leis homofóbicas na Rússia ganharam um protesto diferente. Em um vídeo divulgado no YouTube, um grupo invade uma coletiva com um pênis de plástico voador. O objeto voava com a ajuda de uma hélice, como um helicóptero, e era guiado por um controle remoto.

Segundo informações do site America Blog, o filme é de 2008, mas só foi divulgado agora.

Alemanha cria ‘terceiro gênero’ para registro de recém-nascidos

Os pais podem escolher entre "masculino", "feminino" e "indefinido".
Os pais podem escolher entre “masculino”, “feminino” e “indefinido”.

A partir de 1º de novembro a Alemanha oferecerá aos pais três opções para registrar seus filhos: “masculino”, “feminino” e “indefinido”. A nova lei foi aprovada em maio, mas seu teor só foi divulgado agora. Com isso, a Alemanha passa a ser o primeiro país europeu a oficializar o terceiro gênero.

Essa mudança é uma opção para pais de bebês hermafroditas, que nascem fisicamente com ambos os sexos. A nova legislação abre a possibilidade de a criança, ao se tornar adulta, escolher posteriormente se prefere ser definida como homem ou mulher. Ou mesmo seguir com o sexo indefinido pelo resto da vida.

Questões indefinidas
Na Alemanha, alguns jornais disseram que a mudança é uma “revolução legal”. No entanto, a lei não prevê como a escolha do sexo indefinido é refletida em documentos como o passaporte, onde existe apenas escolha entre “M” e “F”. A revista alemã de direito familiar FamRZ sugere que a opção de sexo indefinido seja marcada com a letra “X”.

A nova lei é amparada em uma decisão do tribunal constitucional alemão que estabeleceu que pessoas que se sentem profundamente identificadas com um determinado gênero têm o direito de escolher seu sexo legalmente.

Outro assunto ainda a ser definido é matrimônio. A lei alemã só permite atualmente casamentos entre homens e mulheres, o que não contempla pessoas de gêneros indefinidos.

Poucos países no mundo possuem legislações sobre terceiro sexo. A Austrália aprovou uma lei há seis semanas, mas desde 2011 os australianos já têm o direito de identificar-se com o sexo “X” no passaporte. Na Nova Zelândia, isso é possível desde 2012.

O correspondente da BBC na Alemanha, Demian McGuiness, afirma que ainda há outros pontos em aberto. No caso de uma pessoa de sexo indefinido ser presa, em qual presídio ela seria detida?

O grupo de direitos de pessoas transgêneros Trangender Europe vê avanços na legislação alemã, mas reivindica mais mudanças.

“É [uma mudança] lógica, mas não é uma lei tão progressista como gostaríamos que fosse”, disse Richad Köhler, do Transgender Europe. Ele diz que a lei só contempla bebês que tiveram diagnóstico médico de hermafroditismo.

A entidade quer que as pessoas possam ter o direito de deixar a opção de gênero em branco, sem precisar se quer se declarar ‘indefinido’.

Fonte: G1

Filme com Wagner Moura lidera as bilheterias nos EUA

Sucesso em bilheteria nos Estados Unidos, o filme “Elysium”, que tem o baiano Wagner Moura e a brasileira Alice Braga no elenco, já arrecadou US$ 30,5 milhões da última sexta-feira até este domingo.

A trama deixou para trás a comédia de Jennifer Aniston “Família do Bagulho”, que teve US$ 26,6 milhões em vendas de ingressos.

A animação da Walt Disney “Aviões”, foi o terceiro filme em arrecadação, com US$ 22,5 milhões. Vale lembrar que a versão brasileira conta com a dublagem de Ivete Sangalo.

Ladra faz imagens em iPad roubado e dono publica fotos na web

Morador de North Little Rock, no estado de Arkansas, o americano Allen Engstrom teve seu iPad roubado em uma viagem realizada entre Phoenix e Denver em fevereiro desde ano. Contudo, o homem começou a receber no celular fotos da própria ladra, e agora espera identificar a mulher e recuperar seu tablet.

Allen contou à emissora “ABC” que, tempo depois de ter o aparelho roubado no voo, o filho mostrou a mãe que fotos de uma mulher estavam surgindo em outro dispositivo da Apple da família. O homem explicou que, devido a um serviço de sincronização de fotos,  todas as fotos tiradas pela mulher estavam indo direto para o celular de Engstrom.

O americano começou a postar as fotos tiradas pela ladra em seu perfil no Facebook, na esperança de que a mulher seja identificada. Algumas das fotos, que mostram a gatuna em poses e caretas curiosas, começaram a se espalhar pela rede, atingindo mais de 1.800 compartilhamentos na rede social.

“Esta pessoa maravilhosa que roubou o meu iPad continua a tirar fotos glamorosas de si mesma sem saber que estou fazendo um backup no meu iPhone. Então, naturalmente, estou as espalhando por todo mundo”, escreveu Allen em uma das imagens.

Fonte: G1

Jornal inglês destaca polícia paulista como uma das “mais corruptas do mundo”

Um dia depois de destacar na capa do portal online o caso do adolescente que supostamente teria matado sua família em São Paulo o jornal britânico Daily Mail, destacou nesta quinta-feira (8) a possibilidade de que o menino de treze anos, Marcelo Pesseghini, pode ter sido “a quinta vítima de um massacre realizado por policiais criminosos que queriam matar sua mãe”, diz a publicação.

O jornal inglês afirma que revelações e suspeitas da família das vítimas abrem a possibilidade de que o garoto seja vítima de uma armação, já que investigações apontam que a cabo PM Andreia Regina Bovo Pesseghini teria denunciado colegas por suspeita de roubo.

Ainda na publicação do DailyMail uma rápida imagem de como é vista a polícia militar do estado de São Paulo.

“A polícia de São Paulo é amplamente vista como uma das mais corruptas do mundo e nos anos recentes policiais se envolveram em vários escândalos”, diz o jornal.

Adolescente se enforca após sofrer bullying em redes sociais

Uma menina britânica de 14 anos foi encontrada enforcada no quarto da casa onde morava na última sexta-feira (2) em Lutterworth, na Inglaterra. O pai disse que a filha se matou após ser vítima de bullying na internet, segundo a imprensa local. Hannah Smith teria sido humilhada por membros do site “ask.fm”, uma rede social de perguntas e respostas.

O pai de Hannah, Dave Smith, escreveu no Facebook que encontrou mensagens de bullying na página de sua filha no site. Segundo ele, pessoas chegavam a escrever que a garota deveria morrer ao criticar uma pergunta feita através da rede social.

“Quantos mais adolescentes vão se matar por causa do abuso online? Essas pessoas são doentes que se escondem atrás de uma máscara de anonimato, enquanto eles abusam adolescentes vulneráveis”, disse Dave ao Daily Mirror .

Ele está articulando para fechar o site e para ter controle mais rígido nas redes sociais. “Acabo de ver o abuso que a minha filha sofreu de pessoas no ask.fm e o fato de que essas pessoas podem ser anônimas está errado”, postou no Facebook. Um inquérito foi aberto para apurar o caso.

Cyberbullying

O cyberbullying é a prática realizada através da internet que busca humilhar e ridicularizar pessoas, mesmo que desconhecidas, perante a sociedade virtual. Apesar de ser praticado de forma virtual, o cyberbullying tem preocupado pais e professores, pois através da internet, os insultos se multiplicam rapidamente e ainda contribuem para contaminar outras pessoas que conhecem a vítima.

Suspeito de estuprar menina de 6 anos de idade diz que ideia foi dela

Acusado de molestar uma menina de apenas seis anos de idade, Caleb Cooper, um jovem de Indiana, nos Estados Unidos, de 19 anos, deu uma justificativa absurda para o abuso sexual: “a ideia foi dela”, disse ele.

Segundo a polícia, ele convenceu a menina de ir para sua casa quando disse que tinha um gato. Três amigos da vítima bateram na porta de outros vizinhos pedindo ajuda.

Quando os policiais chegaram, a menina estava nua no quarto do rapaz. Segundo ela, “Cooper a beijou, tirou sua roupa e tentou fazer sexo”, de acordo com documentos judiciais obtidos pela WISH TV.

“Ela queria fazer sexo comigo. Foi ideia dela”, disse Cooper quando ainda estava no carro da polícia.

Do r7

Órgão da ONU critica lei do Uruguai que regulamenta o uso da maconha

A Folha destaca que o órgão da ONU encarregado de vigiar o cumprimento dos tratados internacionais criticou a lei aprovada no Uruguai que regula o uso e produção de maconha no país.

A Junta Internacional de Fiscalização de Estupefacientes (Jife) considera que o projeto está em “completa contravenção” com tratados internacionais de drogas do qual o Uruguai é signatário. O projeto precisa ainda passar por aprovação do Senado uruguaio. A Jife sustenta que enviou uma comissão ao país, que não foi recebida pelo governo.

Sequestrador de Cleveland é condenado à prisão perpétua nos EUA

Michelle, que foi a mais agredida por Ariel Castro, fez questão de acompanhar tudo pessoalmente. Emocionada ela disse: “O meu inferno durou 11 anos. Pena de morte seria fácil demais”.

O homem que manteve três mulheres em cativeiro por mais de uma década em Cleveland, no estado americano de Ohio, ouviu, nesta quinta-feira (1), a sentença a que foi condenado.
Os promotores descreveram no tribunal todo o horror vivido pelas três mulheres durante uma década. E mostraram fotos do que foi encontrado dentro da casa de Ariel Castro: janelas cobertas, correntes pesadas e cadeados que mantinham presas Amanda Berry, Gina de Jesus e Michellex Knight.

Parentes de Amanda e Gina falaram diante do juiz. Mas Michelle, que foi a mais agredida por Ariel Castro por mais de uma década, fez questão de acompanhar tudo pessoalmente. Emocionada ela disse:

“O meu inferno durou 11 anos. O seu só está começando. Pena de morte seria fácil demais. Você não merece isso. Você merece passar a vida na prisão”.

E concluiu:

“Você vai morrer um pouco todo dia. É libertador falar e ser ouvida depois tanto tempo no cativeiro”.

Ariel Castro acompanhou tudo de cabeça erguida, sem demonstrar emoção. E afirmou:

“Estão tentando me pintar como um monstro. Não sou um monstro. Sou doente”.

Mas exames comprovaram que Castro é um homem saudável, sem nenhuma doença psiquiátrica.

Na semana passada, Ariel Castro, de 53 anos, se declarou culpado de 937 crimes para escapar da pena de morte. Conseguiu. Mas vai passar o resto da vida na cadeia, sem direito a nenhum tipo de benefício

.
Prisão perpétua, acrescida de mil anos de prisão, o pagamento do equivalente a R$ 230 mil de multa. Além de arcar com todos os custos do julgamento.

Foi a decisão do juiz Michael Russo, que ainda proibiu Castro de ter contato com a filha que teve com Amanda Berry. Mais uma vez, ele não demonstrou reação. Antes de encerrar o juiz disse:

“Não há lugar neste país e nem neste mundo para uma pessoa como você”.

Castro saiu algemado por uma porta. E pela outra, Michelle seguiu livre para recomeçar.

Fonte/JN

Menina nasce com 6 kg e bate recorde de bebê mais pesado da Alemanha

Uma menina se tornou a recém-nascida mais pesada da história da Alemanha. Jasleen nasceu na cidade de Leipzig, de parto normal, pesando 6,1 kg.

A mãe da garotinha sofria de diabetes gestacional, mas só foi diagnosticada após dar a luz. A condição pode levar ao nascimento de crianças maiores que o normal.

De acordo com o Livro Guinness dos Recordes, o recém-nascido mais pesado do mundo nasceu em 1879, no Canadá, pesando 10,7 kg, mas faleceu 11 horas após o nascimento.

Mãe e filha passam bem.

Funcionários da Subway são demitidos por esfregar pênis em pão e congelar urina

Após publicarem no Instagram fotos onde aparecem tendo comportamento inadequado durante o serviço, dois funcionários da Subway foram demitidos nesta segunda-feira (22).

Um deles havia publicado uma foto onde está encostando suas partes íntimas no pão usado para os clientes. Outro postou uma imagem onde aparece uma garrafa de suco na qual está urina congelada.

A Subway divulgou uma nota falando sobre o caso:

“Essas atitudes não são toleradas, e nossa franquia agiu imediatamente para demitir os dois funcionários envolvidos”.