Fabricas da Ford paralisam produção em SP por conta da greve

A Fabrica da montadora Ford, de Camaçari, paralisou temporariamente as operações por causa da greve dos caminhoneiros. A unidade possui capacidade anual de produção de 250 mil carros. a mesma em nota declarou : “A Ford informa que a produção nas fábricas de Camaçari, na Bahia, e de São Bernardo do Campo e Taubaté, em São Paulo, está suspensa devido à paralisação nacional dos caminhoneiros”, informou a empresa, nesta quinta-feira (24), por meio de nota.

Greve da Rede Municipal de ensino em Itabuna inicia com 95% de adesão

Iniciou na manhã desta sexta-feira, 09/03 a greve geral da rede municipal de ensino de Itabuna. Os professores decidiram paralisar as atividades por conta do atraso no pagamento do terço de férias da categoria, que é devido desde o dia 17 de janeiro. O Sindicado do Magistério – SIMPI abriu a greve com um ato de protesto que iniciou no colégio IMEAM e seguiu sentido ao bairro da Califórnia.De acordo com a Presidente do Sindicato, Profa. Carminha Oliveira, a assembleia decidiu por unanimidade que os professores só retornarão para as salas de aula após o pagamento integral das gratificações constitucionais de férias. “Propomos várias tentativas de negociação com o Governo, depois de muita pressão eles apresentaram uma proposta de pagamento parcelado. A categoria está cansada de tantos prejuízos e desrespeitos”, afirma a líder sindical.

Conforme a avaliação do sindicato, 95% das unidades escolares fecharam as portas na manhã desta sexta-feira e as poucas escolas abertas funcionaram em regime parcial e com o quadro desfalcado. “A greve está mantida e a adesão da categoria é a maior demonstração de insatisfação da classe com a postura do Governo e da atual Secretária da Educação”, declara Carminha.

Na próxima segunda, 12/03 o sindicato, juntamente com o comando de greve, estarão visitando os bairros para manifestarem a indignação e descontentamento dos professores. Além disso, irão pedir o apoio da população na luta que acabam de iniciar.

Baixa movimentação a greve geral em Itabuna

Foto Divulgação

A Greve Geral convocada para esta sexta-feira (30), em todo o Brasil, teve baixa adesão em Itabuna e os serviços na sua grande maioria não foram afetados. As lojas do comércio abriram as portas, apesar da recomendação do sindicato para o não funcionamento.

Acontece agora o bloqueio de algumas das principais ligações entre a região central e bairros como o São Caetano, em Itabuna. Há pouco, trabalhadores contrários às reformas Trabalhista e da Previdência interditaram a Ponte Lacerda/César Borges.

Nesta manhã também não houve registro de bloqueio nas rodovias que cortam a cidade, segundo informou a Polícia Rodoviária Federal. ressaltando também o funcionamento da frota do trasporte público urbano.

Paralisação no Ministério Público

O Ministério Público Estadual (MP-BA) não funcionará nesta terça (16). Os servidores do órgão irão paralisar as atividades em todo o estado para pressionar a Assembleia Legislativa a votar o Projeto de Lei 21.346/2015.

O PL concede à Procuradoria-Geral de Justiça autonomia para gerir a carreira dos servidores e, de acordo com o sindicato da categoria, há dois anos aguarda para ser votado.

Haverá concentração dos servidores na sede do MP, no CAB, às 8h30min, quando seguirão para a AL-BA às 9h.

Bancários de Itabuna e Ilhéus aderem à paralisação

As agências bancárias em Itabuna, Ilhéus e sul da Bahia não abrirão nesta sexta-feira (28). A paralisação das agências no sul da Bahia foi confirmada pelo Sindicato dos Bancários de Itabuna,na tarde desta quinta-feira.

Greve geral fechará agências bancárias no sul da Bahia (Foto Pimenta).

Os bancários de Itabuna devem se reunir, às 18h, na sede da entidade, para definir as atividades de mobilização de amanhã. O sindicato itabunense também abrange municípios como Itajuípe, Buerarema, Camacan, Coaraci e Uruçuca.

A greve geral no país foi convocada por trabalhadores e segmentos representativos em protesto contra as reformas Trabalhista e da Previdência, além da terceirização irrestrita nas empresas. No sul da Bahia, prefeituras de Ilhéus e Itacaré não abrirão amanhã, numa adesão dos municípios à paralisação de 24 horas.