Promotor visita presídio de Ilhéus após denúncia de uso de redes sociais por detentos

Nesta quinta-feira (26) o promotor de justiça Fernando Lucas Villar vai visitar o presídio Ariston Cardoso, em Ilhéus, que é alvo de denúncia por utilização de celulares por parte dos detentos para atualizar postar fotos em redes sociais. A visita será acompanhada pelo juiz Gustavo Lira e pela promotora de execuções penais Giovana Souza Barbosa, segundo a assessoria de comunicação do Ministério Público da Bahia.

Detento atualiza Facebook de dentro do presídio / Foto: Reprodução
Detento atualiza Facebook de dentro do presídio / Foto: Reprodução

Também será realizada nesta quinta-feira uma reunião entre o promotor e integrantes da Polícia Militar de Ilhéus para discutir o caso, segundo o órgão. Villar também informou que já estão sendo tomadas as providências investigatórias.

Uma denúncia feita pelo site da Associação de Policiais e Bombeiros e Familiares do Estado da Bahia (ASPRA), na última segunda-feira (23), aponta a utilização de celulares para a atualização e postagem de fotos em redes sociais por parte de presidiários na cidade de Ilhéus, no Sul do estado.

Em contato com o iBahia, o presidente da Associação, Marco Prisco, afirmou que tomou conhecimento do assunto após um policial que trabalha no presídio Ariston Cardoso, onde os internos têm acessado a internet, informar a situação e passar o Facebook de um os presos. Segundo ele, as medidas cabíveis já foram providenciadas. “Só me restou acionar o Ministério Público. Já pegamos toda a documentação e demos entrada, agora é aguardar”, explicou.

Fonte: iBahia

Vereador de Ilhéus denuncia pagamento indevido de Jabes ao irmão

O vereador Lukas Paiva (PMN) denunciou no plenário da Câmara Municipal de Ilhéus que enquanto o prefeito Jabes Ribeiro alega que o município está em dificuldades para conceder a reposição salarial dos servidores, por outro lado resolveu beneficiar o próprio irmão, John Sousa Ribeiro, pagando no mês de janeiro desse ano três salários de vez e mais 1/3 de férias, totalizando quase R$ 22 mil.

Vereador Lukas denunciou o prefeito Jabes, que encontra cheio de problemas / Foto: Divulgação
Vereador Lukas denunciou o prefeito Jabes, que encontra cheio de problemas / Foto: Divulgação

De acordo com o vereador, o fato por si só já poderia ser considerado imoral, mas a situação é ainda mais grave se levar em consideração que o irmão do prefeito é lotado como professor do Instituto Municipal de Ensino Eusínio Lavigne, mas nem no ano passado e muito menos esse ano deu sequer uma aula. Vale ressaltar que na época em que John Ribeiro recebeu esse salário ele acumulava a função de diretor do escritório da EBDA em Ilhéus.

Com base em um contracheque distribuído por líderes sindicais, Lukas Paiva chamou a atenção que o documento não mostra quais os meses que foram pagos ao irmão do prefeito, já que informações dos próprios servidores dão conta de que na ocasião apenas o salário do mês de dezembro e o 13º estavam em atraso. O problema é que, ainda que tivesse tudo dentro da lei, o fato não deixa de ser imoral, já que os demais professores não receberam os salários de dezembro e o 13º no mês de janeiro, mas sim no início de maio. “Como é que pode o irmão do prefeito receber os salários antes dos outros servidores?”, questionou o vereador.

Outro detalhe denunciado por Lukas Paiva é que muitos professores ainda não receberam até agora o 13º salário do ano passado e Jabes Ribeiro não deu qualquer posição de quando esse vencimento seria quitado, mas o irmão do prefeito recebeu antecipado, sem ao menos ter ido trabalhar. No contracheque apresentado por Lukas Paiva consta ainda que John Sousa Ribeiro recebe um salário mensal de R$ 6.565,25 como professor C do Ensino Fundamental, mas não deu nem uma aula.

“Como é que o prefeito diz que a Prefeitura está sem dinheiro para dar a reposição aos servidores e paga esse salário milionário para seu irmão que não aparece para trabalhar”, denunciou Lukas Paiva.

Fonte: Políticos do Sul da Bahia

Presidiários de Ilhéus atualizam redes sociais e comandam crime

Detentos atualizam redes sociais de dentro do presídio / Imagens: Aspra
Detentos atualizam redes sociais de dentro do presídio / Imagens: Aspra

Detentos do presídio Ariston Cardoso, de Ilhéus, estariam comandando crime através das redes sociais. A denúncia partiu da Associação de Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra), que divulgou no site da associação diversas fotos que comprovariam o fato.

Os presidiários atualizam suas páginas pessoas no Facebook, publicando fotos e conteúdos através de celulares mesmo durante o cumprimento da pena. De acordo com a Aspra, investigações da associação apontam que existe comunicação entre dois detentos do presídio Ariston Cardoso com dois homens que parecem estar soltos. Eles também fazem apologia ao uso de drogas e ameaçam inimigos de facções rivais através do Facebook.

A associação identificou os prováveis presidiários como Neto Bastos e Carlos Roberto. Os homens com que eles estariam se comunicando e comandando crimes através da rede foram identificados pela Aspra como Pawlista Faccionário, Medeiros Neto e um outro perfil fake com o nome de Raio B Conquista – uma facção criminosa que nasceu no presídio de Itabuna e tem disputas com a facção Raio A.

Também há menções de uma outra facção criminosa, o Primeiro Comando do Interior, mais conhecido como PCI. Ainda conforme a denúncia da Aspra, policiais que trabalham na segurança do presídio de Ilhéus relataram que os telefones celulares deles não funcionam na unidade prisional.

Informações: Correio

Jabes concede reajuste a servidores

Em reunião com os representantes dos sindicatos dos servidores municipais de Ilhéus na tarde desta terça-feira (24) o prefeito Jabes Ribeiro apresentou uma proposta oficial que concede a revisão salarial de 5,84%, mais a concessão do piso nacional da Educação, de 7,97%, para os professores.

A proposta é complementada com a redução do próprio salário do chefe do Executivo, em 30%, e de 20% nos vencimentos de todos os comissionados da administração, na redução em 20% da jornada de trabalho de todos os servidores, excetuando-se aqueles com salários de até R$ 1 mil. Ou seja, 1.758 funcionários estariam fora dos ajustes, embora recebam a revisão salarial.

No encontro, que foi intermediado pelo bispo diocesano Dom Mauro Montagnoli, o prefeito salientou todo o esforço que está sendo feito para adequar as contas municipais às exigências da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF) e, ao mesmo tempo, evitar a demissão de exatamente 1.002 funcionários, contingente constituído por 483 contratos temporários, nas áreas da Educação, Saúde e programas sociais, e mais 519 servidores admitidos entre 1983 e 1988.

“Desde o início da gestão, a recomendação que tenho recebido é para que efetue o número de demissões que se fizerem necessárias para adequar as contas municipais às exigências da LRF, mas sempre evitei esta alternativa e estamos apresentando uma proposta que tem exatamente o objetivo de impedir o desemprego de tantos pais e mães de família”, declarou Jabes Ribeiro.

Esforço extra

A proposta apresentada aos sindicalistas ainda não é suficiente para colocar as despesas com a folha salarial dentro dos limites estabelecidos pela LRF, esclareceu o prefeito. E explicou: “Nós teremos que fazer um grande esforço extra, não apenas no período que resta de 2013, mas nos próximos anos, para aumentar a arrecadação e podermos, assim, colocar as contas municipais num patamar mais confortável”.

Rebelião no presídio de Itabuna deixa 4 feridos

No final da tarde desta terça-feira (24), detentos da Colônia Penal da cidade iniciaram uma rebelião. A agitação interna foi iniciada no fim da tarde e, por volta das 23h, já tinha sido controlada.

Fotos: Ednaldo Pinto.

De acordo com informações prestadas por nosso repórter, Ednaldo Pinto, a causa do motim teria sido uma briga entre os dois grupos rivais que atuam dentro do presídio. Houve confusão também na ala feminina, porém, foi solucionada rapidamente.

Os presos de uma ala teriam quebrado o muro que separava os dois grupos e eles começaram a brigar. Os detentos usaram pedras, facas e armas durante a confusão. Policiais passaram em cada uma das alas lançando bombas de efeito moral para apaziguar a situação.

Mães de presos estavam na porta do presídio, preocupadas com o que poderia está acontecendo com seus filhos, uma delas chegou a desmaiar.

A Polícia Militar, Corpo de Bombeiros, e guarnições da Tropa de Choque, deslocaram-se até o local e após horas de tensão, a euforia dos detentos foi cessada.

Feridos

Quatro pessoas ficaram feridas e foram levadas para o Hospital de Base de Itabuna. Dois deles já receberam alta e dois continuam hospitalizados. Um desses feridos recebeu um tiro no peito e vai precisar ser submetido a uma cirurgia.

Quarta vítima de naufrágio em Ilhéus é encontrada

Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus / Imagem: Divulgação
Departamento de Polícia Técnica de Ilhéus / Imagem: Divulgação

Na manhã deste sábado foi encontrado o corpo de um trabalhador de 29 anos em Ilhéus. Segundo informações do Departamento de Polícia Técnica (DPT), ele é a quarta vítima do afogamento que ocorreu no último dia 17. Outras três pessoas morreram depois que uma embarcação virou. Duas pessoas conseguiram se salvar nadando até a praia.

Ainda de acordo com o DPT de Ilhéus, familiares reconheceram a vítima e encaminharam o corpo para Salvador, onde o trabalhador morava. O rapaz era ajudante de soldagem.

As vítimas atuavam na construção de uma ponte.

Terceiro corpo é encontrado em praia de Ilhéus

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa

Mais um corpo foi encontrado na manhã desta sexta-feira (20) na praia do sul, em Ilhéus. Segundo informações do Departamento de Polícia Técnica (DPT), o corpo foi encontrado por populares nas proximidades de uma cabana. O DPT informou que o cadáver pertence a um dos trabalhadores desaparecidos em uma embarcação que virou na noite da terça-feira (17) na região. Uma pessoa continua desaparecida. Leia mais…

Corpos de dois tripulantes naufragados são identificados

Imagem Ilustrativa
Imagem Ilustrativa

Os corpos de dois tripulantes da embarcação que naufragou em Ilhéus foram identificados como os de Robson Sena Sampaio, 33 anos, e Carlos Augusto dos Santos Alves, 46. Os dois estavam a bordo da lancha “Sonho Meu I” que emborcou com seis tripulantes na última terça-feira (17) nas proximidades da praia Boca da Barra.  Dois tripulantes, Marcelo Ribeiro Oliveira, 32, e Marcos Luís Campos Junior, 31, conseguiram chegar nadando até a praia.  Leia mais…

Corpo de funcionário morto em fábrica é velado

Familiares e amigos fazem fila para se despedir do jovem / Foto: Ednaldo Pinto
Familiares e amigos fazem fila para se despedir do jovem / Foto: Ednaldo Pinto

O corpo do jovem Joadyson Bispo de Oliveira, 19 anos, morador do Vale do Sol, teve seu corpo velado na manhã desta quinta-feira (19) em sua residência. Joadyson morreu nesta quarta-feira (18) após ser mutilado por uma máquina ao cair dentro da caldeira do setor de tintas da Fábrica Trifil, localizada no bairro Nova Ferradas, em Itabuna.

Esgoto invade mais uma casa em Itabuna

A nossa equipe registrou uma grave situação vivida por uma mulher chamada Dilma, na rua Santa Maria, conhecida como ladeira do Maria Pinheiro.

Fotos: Ednaldo Pinto.

A tubulação de esgoto que passa em frente a sua residência estourou a cerca de 30 dias, e desde então, urina e fezes ficam espalhadas pela lateral da sua residência causando um mal cheiro terrível.

Apesar de inúmeras ligações feitas para a Central de Atendimento da Emasa, nada foi solucionado. A nossa redação recebe muitas reclamações sobre esgoto a céu aberto, em toda a cidade, entretanto, existem casos de saúde pública que necessitam ser resolvidos o mais rápido possível. Uma questão de saneamento básico, será que estamos regredindo nessa pequena assistência?

Prefeita de Una mora em Ilhéus, segundo blog

Segundo o Blog GCM Pereira, a prefeita de Una, Diane Rusciolelli (PSD), não mora na cidade que ela administra– o que é ilegal no Brasil.

Diane é prefeita de Una, mas reside em Ilhéus.

Para reafirmar a ilegalidade desse tipo de caso, o veículo retomou uma notícia do ano passado. Em 20/04/2012, o vice-prefeito de Presidente Kennedy, no Litoral Sul do Espírito Santo, Edson da Rocha Nogueira, foi afastado por não residir no município, segundo o Tribunal de Justiça do estado (TJ-ES).

Leia mais…

Ex-prefeito é condenado à prisão

O ex-prefeito Valderico Reis foi julgado e sentenciado a pagar dois anos de prisão, entretanto, deverá cumprir uma medida de segurança e não terá a privação da sua liberdade. Os altos do processo apontam que ele transgrediu as regulamentações legais para nomear ou admitir servidores.

O Juiz Antônio Maldonado, atuante na comarca de Ilhéus-BA julgou cabível a acusação que, durante sua gestão, o ex-prefeito fez manobras com o dinheiro público sem a devida regulamentação.

O processo ainda cabe recurso, ou seja, advogados de Valderico ainda podem recorrer. Sua gestão na Prefeitura de Ilhéus aconteceu em 2005, porém, em agosto de 2007, após votação na Câmara de Vereadores da cidade ele foi cassado e impugnado do seu cargo. Leia mais…

Você viu? Familiares procuram homem desaparecido

Adriano de Jesus Costa, conhecido como ‘Bigu’ ou ‘Diano’ está desaparecido há alguns dias e sua família o procura desesperadamente. Ele residia no bairro Nelson Costa – Ilhéus e possui deficiência mental, causa provável do seu desaparecimento. Caso você o veja entre em contato com um dos números: (73) 8115-5097 | (73) 8134-0688 | (73) 3632-6391 – falar com Cristina.

PM é baleado durante exercício físico e não percebe

PM está internado no Hospital Regional Luiz Viana Filho
PM está internado no Hospital Regional Luiz Viana Filho

Na tarde desta segunda-feira (9) um policial militar de 36 anos foi baleado enquanto se exercitava em Ilhéus. De acordo com o major Riccio, da 70ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Ilhéus), o PM corria no bairro Jardim Savóia por volta das 16h quando foi atingido por um disparo de arma de fogo no abdômen. A vítima, no entanto, não percebeu que tinha sido alvejada.

Conversamos com ele [PM] enquanto aguardávamos o socorro, e ele estava lúcido”, relata o major. “Ele nos contou que não ouviu nada, que nenhum carro passou pelo local. Somente que estava correndo quando sentiu uma dor e parou. Uma pessoa que passava pelo local foi ajudá-lo e viu a camisa do PM manchada de sangue, se dando conta que ele tinha sido baleado“.

Lotado na Companhia Independente de Policiamente Especializado (Cipe/Cacaueira), o PM Gilson Oliveira foi socorrido para o Hospital Regional Luís Viana Filho, em Ilhéus. Ele passou por uma cirurgia ainda ontem, mas o projétil não foi encontrado pelos médicos e pode estar alojado na coluna. O crime aconteceu no dia de folga do PM.

O policial deve passar por uma nova avaliação nesta terça-feira (10), mas ainda conforme o major, Gilson inicialmente não corre o risco de ficar paraplégico. Ele está internado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) da instituição, e o estado de saúde dele é considerado estável. A polícia ainda não identificou o autor do disparo que feriu o PM.