Hospital de Base suspende visitas de religiosos a pacientes após ida de ‘falso médico’ ao local

O Hospital de Base de Itabuna decidiu suspender por tempo indeterminado as visitas de diferentes grupos religiosos a pacientes internados na unidade de saúde. A justificativa da direção da unidade de saúde é que a entrada de pessoas precisa ser melhor organizada, após um homem com problemas mentais se passar por médico e entrar na enfermaria, no início de agosto. O suspeito foi detido pela Polícia Militar, levado para delegacia e, depois, liberado.

 

A assistência religiosa nos hospitais está prevista na Constituição Federal. Existe uma lei que regulamenta esse tipo de serviço e especifica que os religiosos devem obedecer as regras e determinações de cada instituição hospitalar.

O diretor administrativo da unidade, Jorge Ribeiro, explica que a decisão leva em conta os riscos que os pacientes correm com a presença de pessoas estranhas nas enfermarias. “Ele [o falso médico] entrou no hospital e clinicou um paciente e saiu sem que fosse abordado. Entrou também sem que fosse abordado de uma forma que nos causou surpresa e nos causou espanto. Então, hoje no hospital existe um critério muito rigoroso quanto a entrada e a saída das pessoas“, destaca.

“Se eu me retar mando eles para fora da cidade”, dispara Fernando durante anulação do decreto da Zona Azul

O prefeito Fernando Gomes anunciou nesta quinta-feira (10), que irá revogar o Decreto 12.626, publicado em 19 de julho, que alterou as regras de cobrança da Zona Azul. As mudanças entraram em vigor na última segunda (7), quando o prefeito autorizou a Dom Parking a fazer a cobrança assim que o motorista estaciona o veículo. Em coletiva, FG exclamou “A Zona Azul quer isso? Não vão ter, e se eu retar mando eles para fora da cidade“.

A previsão é de que novo decreto seja publicado hoje (11), cancelando as novas regras. O município deverá formar comissão para definir mudanças na lei que criou o estacionamento rotativo, conforme informou o Pimenta.

O motorista terá até 30 dias para pagar a dívida e o município não mais aplicará o auto de infração por motivos como tempo excedido, que levaria o motorista a perder até cinco pontos na carteira de habilitação. A revogação do decreto foi anunciada durante audiência do prefeito com vereadores, há pouco.

MP entra com ação para suspender mudanças nas regras da Zona Azul

O Ministério Público ingressou na última sexta-feira com uma Ação Civil Pública, com pedido de liminar, contra o município de Itabuna e a empresa Dom Parking, que explora o serviço de estacionamento rotativo da cidade, conhecido como Zona Azul.

O MP considerou ilegal o decreto que determinou mudanças nas regras de cobrança do sistema de estacionamento rotativo Zona Azul. Pelo decreto que está valendo a partir desta segunda-feira, o motorista não pode ficar mais que duas horas numa mesma vaga. E poderá ser multado em R$ 102,68, equivalente a 1 UFM. O prazo de pagamento da multa é 10 dias úteis. A população não aprovou as novas regras da Zona Azul, a insatisfação é geral e os vereadores convocaram o diretor da empresa para uma audiência pública.

TCM multa ex-prefeitos de Itacaré e Jussarí

O ex-prefeito de Itacaré, Jarbas Barbosa (foto), foi multado em R$1,5 mil nessa quinta-feira (3) pelo Tribunal de Contas dos Municípios por não ter feito as prestações de contas relativas a novembro e dezembro de 2016.

As informações deveriam ser encaminhadas por meio do sistema e-TCM. Jarbas também deixou de inserir, no Sistema Integrado de Gestão e Auditoria (SIGA) do TCM, os dados da gestão municipal, referentes a dezembro.

O relator do processo, conselheiro Mário Negromonte, registrou que essa punição diz respeito apenas ao descumprimento das obrigações estabelecidas em resoluções do TCM, o que não eximi o gestor de eventual responsabilização por irregularidades que possam ser constatadas no julgamento das contas de 2016.

O órgão de fiscalização informou que, apesar de notificado, o gestor não apresentou qualquer justificativa para a sua omissão. Também nesta quinta-feira os conselheiros do TCM aplicaram multa de R$2,5 mil ao ex-prefeito de Jussari, Walnio Muniz, pela ausência da prestação de contas dos meses de novembro e dezembro de 2016, assim como do envio dos dados da gestão pelo sistema SIGA, no mesmo período.

Ex-presidente da Câmara terá que devolver R$ 500 mil

O Tribunal de Contas dos Municípios determinou que o ex-presidente da Câmara de Itabuna, Ruy Miscócio Góis Machado, devolva aos cofres municipais a quantia de R$ 534.527,66, com recursos pessoais, em razão de irregularidades na contratação de empresa para execução de obras de infraestrutura de terraplanagem e pavimentação de área a ser destinada à construção da sede da Casa, nos exercícios de 2011 e 2012.

A decisão, passível de recurso, foi proferida na sessão de quarta-feira (26), quando, por unanimidade, o pleno considerou procedentes as conclusões contidas no relatório de auditoria realizada na Câmara de Itabuna. O relator do processo, conselheiro Fernando Vita, determinou que cópia dos autos fosse encaminhada à 3ª Promotoria de Justiça de Itabuna, na pessoa do Dr. Allan Santos Góis, e imputou uma multa no valor de R$ 20 mil ao gestor.

Casal é detido fazendo sexo em veículo após bater em viatura policial

Tentando fugir de uma abordagem policial, um casal que estava fazendo sexo dentro do carro acabou colidindo o veículo contra uma viatura. O caso aconteceu na região de o Tapetão, em Vitória da Conquista na noite desta segunda-feira (24).

A Polícia Militar explicou que a guarnição estava fazendo ronda quando viu um carro com atitude suspeita e resolveu abordar. Neste momento o motorista do carro arrancou com o veículo, fez uma manobra e voltou em direção à viatura em alta velocidade. Os policiais atiraram no carro, mas o condutor não parou e bateu frontalmente com a viatura. Ninguém ficou ferido.

O casal saiu do carro sem roupas e com as mãos ao alto, alegando que não perceberam que era uma abordagem policial. Eles foram apreendidos e encaminhados para delegacia, mas, após realizar os devidos esclarecimentos foram soltos.

Depois do Choro, a liberdade domiciliar

O desembargador do Tribunal Regional Federal de Brasília Ney Bello liberou o ex-ministro Geddel Vieira Lima a ir para a prisão domiciliar.

Com isso, ele deve deixar o presídio da Papuda, na capital federal, até amanhã. “O fato do processo penal não poder se prestar à ineficácia e à morosidade não autoriza a Justiça a trabalhar por ficção”, escreveu o desembargador. “Ofende a língua portuguesa decretar prisão “preventiva” por atos de 2012 a 2015″, conclui. Vale lembar, que uma chorada no pé do juiz, pode libertar o pior dos bandidos, isso é Brasil não muda nunca,

“Eu sei lá o que é axé”, dispara Silvio Santos em entrevista

O apresentador Silvio Santos mostrou que desconhece o ritmo musical baiano que tomou conta de todo o país ao longo das últimas décadas. Em entrevista ao canal Multishow, o dono do Baú foi questionado pelo humorista Ceará se gostava de micaretas, por conta da camisa colorida que estava usando.

Você gosta de axé?”, questionou Ceará. Silvio, sincero, respondeu: “Eu sei lá o que é axé”. Ceará então cantou a música “Segure o Tchan”, do grupo É o Tchan. Silvio somente riu. Internautas questionaram se Silvio Santos estava brincando ou se foi mais um momento de sinceridade do apresentador.

Imagens flagram momento em que homem agride mulher no São Caetano

Bafafá!

Um flagrante de agressão foi registrado no início da tarde deste domingo (9), na Avenida Princesa Isabel, em Itabuna. Através das imagens é perceptível que o homem não identificado, possível marido, aparentemente embriagado desfere um soco contra a mulher também não identificada. Indignada, ela revida. Segundos antes mais agressões ocorreram. A discussão acalorada se estendeu pelas ruas do bairro. O desfecho da história não foi registrado, todavia, a PM foi acionada.

É importante ressaltar que agressões de qualquer natureza é crime. Conforme prever o Artigo 129 do Código Penal Brasileiro, a pena é de 3 meses a 1 ano a depender do caso.

Confira:

Ticomia detona Maiara & Maraísa pela “falta de respeito aos clientes e fãs”

A produção da festa de camisa Ticomia, em Ibicuí, emitiu nota para lamentar a ausência das sertanejas Maiara e Maraísa, no último sábado (24). A dupla era considerada a principal atração da festa, que completou 30 anos em 2017. A organização do evento junino de camisa detonou a dupla.

Dupla Maiara e Maraísa é detonada pelo Ticomia | Imagem Reprodução

A produção do evento considerou “injustificada” a ausência da dupla e lamentou que isso venha “acontecendo em diversos eventos, com a aquiescência de alguns empresários artísticos, que denotam total falta de respeito aos clientes contratantes, aos seus fãs e ao público, de modo geral”.

Ainda segundo o Ticomia, a apresentação da dupla estava marcada para as 14h30min, o que derrubaria o argumento de Maiara & Maraísa para a “necessidade de voo noturno”. A organização da festa disse ter sido surpreendida com a notícia de cancelamento às 19h do sábado (24), quando a dupla já teria se apresentado, caso o contrato tivesse sido cumprido.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Em virtude da lamentável ausência da dupla sertaneja Maiara & Maraísa, contratada para apresentação na festa de celebração dos 30 anos do Forró Ticomia 2017, realizada neste sábado, 24 de junho, na Fazenda El Dorado, no município baiano de Ibicuí, a direção do evento vem a público prestar os seguintes esclarecimentos:

1. Em primeiro lugar, agradecemos a confiança e o carinho do grande público que prestigiou a edição de comemoração dos 30 anos do Forró Ticomia, evento pioneiro no segmento de festa de camisa no São João da Bahia, abrilhantada pelos excelentes shows apresentados pelas bandas Mastruz com Leite, Lordão, Cavaleiros do Forró, Luan Estilizado, Terno e Chinela, Saia Rodada, a dupla sertaneja César Menotti & Fabiano e Gabriel Diniz;

2. Quanto à ausência, injustificada da dupla Maiara & Maraísa, vimos expressar veemente repúdio a este fato, lamentando que o mesmo vem acontecendo em diversos eventos, com a aquiescência de alguns empresários artísticos, que denotam total falta de respeito aos clientes contratantes, aos seus fãs e ao público, de modo geral;

3. Afirmar que a produção do Ticomia cumpriu todas as obrigações e exigências inerentes ao contrato assinado com a dupla Maiara & Maraísa (através do seu escritório de representação Work Show Produções e Entretenimento Artísticos Ltda – ME, CNPJ 20.077.216/0001-62, localizada na Av. E, 1470 – qd B 29A – 16 andar, Edifício JK, Jardim Goiás – Goiânia, CEP: 74810-030), entre elas, reserva de hotel, vans e carros-executivos à disposição da banda e das artistas, em local e horário marcados, com contrato integralmente pago antecipadamente;

4. Ressaltamos que o horário estabelecido no contrato para a realização do show seria às 14h30min, fato confirmado pela produção da dupla, o que torna injustificável a argumentação da necessidade de voo noturno, manifestado em nota nas redes sociais pela dupla contratada;

5. Que os organizadores do Ticomia foram surpreendidos com o cancelamento do show por volta das 19 horas;

Nesse sentido, a família Ticomia agradece imensamente aos participantes da festa pela fidelidade e pela compreensão, lamenta o ocorrido e espera que casos como esses não possam ser repetidos por bandas e artistas.

Ibicuí, 27 de junho de 2017.

Vídeo: fã que derrubou Simaria no palco pede desculpas e sonha em rever cantora

Depois da repercussão do vídeo em que um fã invade o palco e acaba derrubando Simaria, durante um show em Amargosa, neste domingo (25), a reportagem do BNews recebeu contato do jovem, que diz ter sido o causador de toda confusão. Através de um vídeo, o fã, identificado apenas como Nina, pede desculpas pelo ocorrido. Relembre da matéria clicando aqui.

Segundo ele, a intenção em subir no palco foi de abraçar de forma carinhosa a cantora, mas que o ato acabou causando um acidente. Em contato com o BNews, Nina confirmou que foi agredido por Simone. “Não era minha intenção causar tudo isso e ainda levei um murro. Estou muito triste com o que aconteceu”.

Após toda confusão, Nina agora sonha em rever as cantoras e pedir desculpas pessoalmente. “Eu queria rever elas para pedir desculpas e me retratar com elas. Quero reencontrar elas”, disse.

Cine Santa Clara em Ilhéus recebe fortes críticas de internautas

Recentemente a página de entretenimento da Ilhéus Eventos realizou uma pesquisa acerca da qualidade do Cinema em Ilhéus. Foram inúmeros comentários, sendo a maioria com críticas negativas, principalmente em relação ao atendimento. (veja aqui). Falta de filmes legendados e atraso nos lançamentos nacionais estão entre as principais críticas.

Mas voltando ao atendimento, foram dezenas de comentários por parte dos internautas e em cada um deles várias curtidas sobre, segundo eles, “a grosseria” do gerente e de alguns funcionários.

Após a repercussão da publicação, a gerência do Cine Santa Clara entrou em contato com nossa redação e nos convidou para uma reunião afim de expor alguns pontos importantes. Nós, claro, estávamos muito interessados também em entender melhor a situação.

Na conversa, Thelmar, gerente do cine, estava bastante tranquilo e disposto a nos passar algumas informações importantes.

Não foi necessário fazer muitas perguntas, pois ele foi nos relatando didaticamente tudo que precisávamos saber. Primeiro, admite seu tom de voz alto, que para muitos pode parecer grosseria, mas diz que é apenas seu ‘modo de falar’, em seguida, inicia a parte do esforço e trabalho que é manter um cinema organizado e expôs todas as dificuldades, lembrando que é o único da região. “As pessoas costumam criticar o que não conhecem, isso aqui é uma loucura, lidar com pessoas de todas as idades e comportamentos diferentes, naturalmente sabemos que trabalhar com público exige sensatez, sabemos que o cliente sempre tem razão, mas há pessoas aqui passam dos limites e a gente não pode deixar a coisa correr solta, quando assumi a gerência aqui há anos atrás, isso aqui era uma baderna tremenda, e ao longo do tempo fomos conseguindo deixar tudo organizado, a evolução que tivemos é visível”, explica Thelmar.

Ele ainda é enfático ao afirmar que não faz questão nenhuma de certos tipos de clientela; “queremos pessoas de bem, famílias, jovens, crianças, que venham com a finalidade de ver um bom filme e se divertir e não para criar problemas e prejuízos”.

O motivo do comentário, é que segundo Thelmar, alguns frequentadores não tem um comportamento adequado, do tipo colocar os pés na cadeira e ainda se sentir ofendido ao receber um aviso sobre a prática. “Recentemente, tinha um cidadão com os pés na cadeira da frente, e a senhora, coitada, tava se recolhendo toda, porque certamente ficou intimidada ao falar, e meu papel era ir lá alertá-lo. Ao fim, o camarada veio ao meu escritório criar problemas pois disse que eu estava humilhando ele em público. Então são situações desse tipo que lidamos diariamente, com muito jogo de cintura, mas às vezes a gente acaba perdendo um pouco a paciência, por ver certos comportamentos e casos que nos deixam até tristes, baseado na dedicação e cuidado para manter isso aqui funcionando”, explica e complementa; “esse é um dos motivos que Itabuna está sem cinema até hoje, a falta de motivação e de interessados em assumir por conta de coisas assim”.

Na ocasião, o gerente aproveita para compartilhar algumas das ações sociais que o “Santa Clara” executa; “vi gente dizendo que só visamos o lucro, mas não sabem, e eu também nem faço mídia disso, das ações sociais que a gente desenvolve aqui, com crianças carentes, com creches, escolas, idosos, sem cobrar absolutamente nada. E fazemos com prazer“, Desabafa.

Para continuar lendo a matéria clique aqui.

Casa de prostituição disfarçada de pousada é fechada em Conquista

Uma casa de prostituição, que funcionava no Centro do município de Vitória da Conquista, foi fechada pela Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), da cidade, unidade subordinada ao Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), e a 10ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Conquista), nesta sexta-feira (7). De acordo com a polícia, o estabelecimento clandestino funcionava sob a fachada de uma pousada. Os dois responsáveis pelo local, que funcionava sob a fachada de Pousada Batista, foram presos em flagrante, acusados de favorecimento à prostituição.

Durante as buscas, os policiais identificaram vários clientes e garotas de programa. Todos foram conduzidos à DTE e, em depoimento, confirmaram que o local era utilizado para encontros amorosos mediante pagamento. As equipes da DTE/Draco e Coorpin foram até o local depois de denúncias encaminhadas àquelas unidades, por meio do Disque Denúncia, informando que na pousada funcionava uma casa de prostituição, frequentada por adolescentes e usuários de drogas. Os dois responsáveis autuados serão encaminhados para o Conjunto Penal de Vitória da Conquista. *Conforme Ascom / Polícia Civil.

A prostituição não é crime no Brasil, no entanto, o que configura o ato ilícito é chamado pelo Código Penal como rufianismo;

Art. 229. Manter, por conta própria ou de terceiro, estabelecimento em que ocorra exploração sexual, haja, ou não, intuito de lucro ou mediação direta do proprietário ou gerente:

Pena – reclusão, de dois a cinco anos, e multa.

Art. 230 – Tirar proveito da prostituição alheia, participando diretamente de seus lucros ou fazendo-se sustentar, no todo ou em parte, por quem a exerça:

Pena – reclusão, de um a quatro anos, e multa.

§ 1o Se a vítima é menor de 18 (dezoito) e maior de 14 (catorze) anos ou se o crime é cometido por ascendente, padrasto, madrasta, irmão, enteado, cônjuge, companheiro, tutor ou curador, preceptor ou empregador da vítima, ou por quem assumiu, por lei ou outra forma, obrigação de cuidado, proteção ou vigilância:

Pena – reclusão, de 3 (três) a 6 (seis) anos, e multa.