Capitão Azevedo vira réu em ação civil por sumiço de R$ 2,5 mi na saúde

O ex-prefeito de Itabuna Capitão Azevedo (DEM) e o ex-secretário de saúde Geraldo Magela estão sendo réus em uma ação civil de improbidade administrativa na justiça federal.

Os dois estão sendo acusados de desviar R$ 2,5 milhões da saúde repassados pelo Governo Federal para reforma, ampliação e informatização das unidades básicas de Itabuna em 2012. A juíza federal Maízia Seal Carvalho Pamponet, será a responsável pelo processo que foi distribuído no último dia 22.

Segundo o resultado da auditoria realizada pelo ex-secretário de saúde Renan Araujo, o Ministério da saúde repassou para prefeitura R$ 2,4 milhões para a reforma e ampliação das unidades básicas, dentro do Programa de Requalificação, mas nenhuma unidade de saúde foi reformada ou ampliada com esta verba.

Informações do Políticos do Sul da Bahia

Os comentários estão fechados.