Banco de Sangue da Santa Casa destaca campanha da Unime

Com um resultado surpreendente, a campanha “Doe sangue, salve vidas” – iniciada em 2015 na disciplina Biodireito da Unime e hoje extensiva a toda instituição educacional – chega a sua sexta edição com possibilidades ainda maiores. No semestre de estreia, há 2 anos, a ação mobilizou 121 doações, número que pulou para 863 doadores no primeiro semestre deste ano. Coordenada pelo professor Caio Monteiro, a campanha hoje envolve outros cursos da nime e pretende ultrapassar neste mês de novembro 900 doações para o Banco de Sangue da Santa Casa de Misericórdia de Itabuna.

Segundo Caio Monteiro, a ação é a parte prática de um alinhamento teórico com a ementa da disciplina Biodireito, quando provoca uma extensa revisão literária sobre legislação, cidadania e responsabilidade social nas áreas de Biociência e Biotecnologia. “Estudamos toda legislação em vigor, portarias da Anvisa, órgãos de fiscalização e regulamentadores, produzimos um seminário, além de produzirmos material didático de divulgação, fomentarmos a busca pela captação de doadores, que culmina com panfletagem nas ruas, em órgãos públicos, em órgãos como OAB, Fórum”, relatou.

Para o coordenador de captação do Banco de Sangue, Adelson Bispo, a campanha além de eficaz, tem trilhado o caminho ideal, “pois inicia-se como um trabalho de conscientização, com o resultado registrando um aumento do número de candidatos a doação e consequente aumento do número de bolsas captadas. É o que todo serviço de hemoterapia almeja: ter doadores mais responsáveis e conscientes do seu papel, e que dessa consciência possa advir o aumento da capacidade de atendimento”.

Deixar uma Resposta