Justiça determina desocupação da Câmara de Vereadores

A Justiça concedeu nesta quarta-feira (14) medida liminar de reintegração de posse do imóvel da Câmara Municipal de Itabuna e fixou o prazo de 12h para cumprimento da medida de forma voluntária. Caso a desocupação voluntária não aconteça ficou estabelecida multa no valor de mil reais por ocupante, limitada a R$ 30 mil.

O expediente foi suspenso no Legislativo após ocupação do prédio da Câmara de Vereadores, na tarde de segunda-feira (13) pelos servidores do Município. Eles promovem manifestação contra a mudança do regime jurídico de celetista para estatutário, que seria votado em sessão plenária. A Presidência da Casa Legislativa busca todas as medidas cabíveis para o restabelecimento dos trabalhos.

Dada a prisão preventiva do principal suspeito de matar o estilista Mar Ramos

Nesta quinta-feira (9), a Polícia Civil pediu a prisão preventiva do principal suspeito de ter assassinado o estilista Mar Ramos, de 51 anos, encontrado morto na madrugada da última quarta-feira, em Itabuna. O acusado se chama Bryan Vitor, de 18 anos, que permaneceu foragido antes do corpo da vítima ser descoberto em sua residência, pela empregada doméstica.

A polícia apurou que Bryan Vitor morava em Porto Seguro, mas esteve residindo na casa de Mar Ramos, seu companheiro, há mais de 15 dias, e teria usado, sem autorização, o cartão de crédito do estilista, o que poderia ter resultado em discussão durante a noite do crime. Os dois teriam se conhecido, conforme a polícia, por meio de redes sociais.

O jovem também é suspeito de levar roupas de marca, celular e anel de formatura da vítima. O corpo de Mar Ramos foi sepultado no Cemitério Campo Santo, em Itabuna, na manhã desta quinta-feira. Centenas de pessoas, além de amigos e familiares, acompanharam o enterro.

Mais de 100 kg de maconha são apreendidos com mulher em Porto Seguro

Isabela Evangelista da Silva, foi presa nesta quinta-feira (9), durante uma ação policial realizada por equipes da Delegacia de Tóxicos e Entorpecentes (DTE), de Porto Seguro. Segundo a Polícia Civil, com ela, foram apreendidos 105 kg de maconha, além de mais de R$12 mil, em dinheiro.

Ainda conforme a PC, o imóvel em que Isabela foi presa em flagrante, na Rua José Rodrigues, ainda foram localizados 1kg de crack, dois coletes antibalísticos, duas armas de fogo, uma balança de precisão e cadernos de anotação do tráfico de drogas. Isabela foi autuada em flagrante por tráfico de drogas e será encaminhada para o sistema prisional. A equipe da DTE/Porto Seguro, seguirá com as investigações, com o objetivo de localizar outros suspeitos.

Prefeito é denunciado á Justiça por empregar filhos de vereadores

Ministério Público da Bahia ingressou com ação civil pública por ato de improbidade administrativa contra o prefeito de Teixeira de Freitas, Temóteo de Brito, que é acusado de nepotismo. O promotor de Justiça George Elias Pereira, pede que a Justiça suspenda, por meio de liminar, as nomeações de nove servidores que possuem parentesco com agentes públicos no município.

O promotor de Justiça pede que sejam suspensas as nomeações de Luciana Strauch Fonseca, esposa do procurador-geral do Município; o secretário municipal de Finanças Paulo Sérgio Brito Saliba, sobrinho do prefeito, e sua esposa Simone Wildemberg, além de Elina Grasielle Souza, esposa do vereador Arnaldo Ribeiro Júnior.

Amigos e familiares vão a enterro de estilista achado morto dentro de casa em Itabuna; companheiro é suspeito do crime

O estilista Mar Ramos, de 51 anos, que foi achado morto dentro de casa, na cidade de Itabuna, foi enterrado na manhã desta quinta-feira (9).

O enterro ocorreu no Cemitério Campo Santo, também em Itabuna. Muitos amigos e familiares foram à cerimônia, que ficou lotada.

O sepultamento ocorreu por volta das 10h40, mas, desde a noite de quarta (8), o corpo dele era velado em uma funerária da cidade.

O suspeito do crime, companheiro da vítima, ainda não teve a identidade divulgada e é procurado pela polícia.

O corpo de Mar Ramos foi achado na cama dele, com sinais de agressões no rosto e em outras partes da cabeça, além das mãos. Uma pá de pedreiro ensanguentada estava ao lado do cadáver. Uma perícia deve determinar se a ferramenta foi usada no crime.

Investigações
A polícia detalhou que o homem suspeito de matar Mar Ramos morava com o estilista há cerca de 15 dias e que os dois se conheceram através de redes sociais.

As investigações apontam que o suspeito teria feito compras no cartão de crédito da vítima sem o conhecimento dela e isso resultou em uma discussão. A polícia diz que Mar foi morto no dia da briga.

Ainda conforme as investigações, o estilista teve alguns pertences, como roupas de marca, celular e anel de formatura, furtados.

De acordo com a polícia, o corpo de Mar foi periciado por agentes do Departamento de Polícia Técnica (DPT ) e, segundo a informações já passadas pelo órgão à polícia, o corpo apresentava posição de defesa.

Mar Ramos natural de Pau Brasil, morava em Itabuna há mais de 15 anos. Na casa onde ele foi achado morto também funcionava o ateliê do estilista. Ele atuava como consultor e produtor de moda em Itabuna e outras cidades do sul do estado. O estilista tinha mais de 30 anos de carreira.

Estilista é Assassinado com Requintes de Crueldade em Itabuna

Na manhã desta quarta-feira (8), o estilista Mar Ramos foi encontrado morto na sua residência, localizada no Centro de Itabuna. A secretária do profissional, ao chegar à residência, encontrou o corpo bastante machucado.

Segundo o repórter Wadson Santos, da Rádio Difusora, Mar Ramos teria sido morto com golpes de pá. O corpo estava bastante machucado. A polícia foi acionada e já se encontra no local. O corpo continua na residência, aguardando a equipe da polícia técnica. Com Politicos do Sul da Bahia.

 

 

Taboquinhas comemorou festa em louvor a Bom Jesus

Moradores de diferentes localidades de Itacaré participaram na manhã desta segunda-feira da festa em louvor a Bom Jesus de Taboquinhas, padroeiro do distrito. Os festejos foram iniciados às 5 horas da manhã com a tradicional alvorada que contou com a banda musical passando pelas ruas do distrito anunciando a festa. Às 10 horas foi celebrada a missa festiva pelo bispo Dom Mauro Montagnolli, pelos padres Ednaldo Cardoso e Núncio Sampaio e pelos diáconos Nelson Lira e Marcos, seguindo com procissão e benção do Santíssimo Sacramento.

Os festejos em louvor ao Bom Jesus de Taboquinhas contaram de dez dias de uma intensa programação religiosa e dançante, incluindo novenário, missas, quermesse, procissão, alvorada, louvores e também uma seresta beneficente. Um dos pontos marcantes, segundo destacou o padre Ednaldo Cardoso, foi a participação efetiva da comunidade em todas as noites das novenas e também no dia do glorioso Bom Jesus, o que reforça a cada dia a fé dos cristãos.

A festa religiosa contou com a participação do prefeito Antônio de Anízio, do vice Genilson Souza, secretários municipais, vereadores, servidores públicos, antigos moradores de Taboquinhas e do deputado estadual Rosemberg Pinto, que destacou a importância de se manter a tradição religiosa. O prefeito Antônio de Anízio ressaltou a tradição da festa de Taboquinhas e a importância da comunidade permanecer na fé, manter a cultura do distrito e seguir o exemplo e os ensinamentos do Bom Jesus.

HISTÓRIA – Segundo relatos de moradores antigos do distrito, “Bom Jesus” passou a ser padroeiro de Taboquinhas após uma história de fé. Por volta do início do século XX, quando uma doença atingiu um importante morador e agricultor de Taboquinhas, residente na fazenda São João, na área ribeirinha do rio de contas. O senhor Juvenal Figueiredo Sampaio e um grupo de amigos bem próximos foram à pé até a cidade de Bom Jesus da Lapa, para pagar uma promessa, de onde trouxeram uma imagem da representação do sofrimento de Jesus pela humanidade.

Daí então Bom Jesus passou a ser o padroeiro de Taboquinhas, onde a comunidade escolheu que na mesma data em que se comemora o dia da festa na Lapa, aconteceria também os festejos do Bom Jesus de Taboquinhas. E assim a tradição permanece viva, com festejos todos os anos, contando com nove dias de preparação até chegar ao dia do padroeiro.

Zona Azul: Dom Parking Suspende Cobrança

A Dom Parking deixou de cobrar pelo estacionamento em vagas do sistema Zona Azul em Itabuna desde ontem (7), após ser notificada de decisão do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ-BA) que suspendia o serviço. O contrato da empresa com a Prefeitura de Itabuna foi rompido em maio passado, por decreto. A Dom Parking retomou a cobrança ainda em maio, por meio de liminar obtida em primeira instância.

O TJ baiano derrubou a liminar (relembre aqui). A empresa foi notificada em 31 de julho, porém manteve a cobrança até o final da semana passada, quando a Prefeitura de Itabuna decidiu agir contra a empresa por desrespeito a decisão do TJ-BA.

A Dom Parking decidiu recorrer, para o qual terá prazo de 15 dias após publicação da decisão. Dos quase 100 monitores, 20 foram demitidos e o restante recebeu férias coletivas, no aguardo do julgamento do mérito por parte da corte baiana.

Adolescentes de 19 e 22 anos são mortos a tiros em Feira de Santana

Dois jovens foram mortos a tiros na madrugada desta segunda-feira (6), no bairro Mangabeira, em Feira de Santana, cidade que fica a cerca de 100 km de Salvador. Segundo informações da Polícia Militar, as vítimas foram identificadas como Willian Gomes da Silva, de 22 anos, e Murilo Henrique Silva Santos, de 19 anos.

De acordo com a PM, os assassinatos ocorreram entre as ruas da Barra dos Bandeiras e Barra Avenida. Após a ação, os criminosos fugiram. Uma equipe da 66ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM) foi acionada pelo Centro Integrado de Comunicação (Cicom) e esteve no local. Os policiais isolaram a área até a chegada da perícia.

Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Departamento de Polícia Técnica (DPT) de Feira de Santana. Ainda não há informações sobre a autoria e motivação do crime.

O caso será investigado pela Polícia Civil.

PF conclui inquérito sobre a queda de avião de Eduardo Campos

Quase quatro anos depois, a PF (Polícia Federal) finalizou e apresentou ao MPF (Ministério Público Federal), nesta segunda-feira (6), o relatório final que investigou as causas da queda do avião que matou o então candidato à Presidência da República Eduardo Campos e seus assessores.

De acordo com a jornalista Andreza Matais, da Coluna do Estadão, nesta segunda, a família de Campos será informada sobre as conclusões da investigação. O encontro ocorrerá em Recife. Já na terça-feira (7), os familiares do piloto serão informados, em uma reunião em São Paulo.

Ainda segundo a coluna, o relatório não aponta uma causa especifica, mas, por ser bem detalhado, servirá de base paras as próximas investigações.

Irmãos Acusados de Vários Homicídios Morrem Em Confronto Com a PM em Porto

Dois irmãos acusados de vários crimes morreram nesta segunda-feira (6), durante uma operação policial em Arraial d’Ajuda, distrito de Porto Seguro, no extremo-sul do estado. De acordo com o 8º Batalhão da Polícia Militar, Alisson José Santana Ribeiro, de 24 anos, e Josenildo de Santana Ribeiro, de 19 anos, foram atingidos numa troca de tiros com os PMs, que apreenderam duas pistolas e um veículo Hyundai HB-20, roubado em Eunápolis.

De acordo com a polícia, os irmãos faziam parte de uma facção criminosa e eram suspeitos de pelo menos seis assassinatos no extremo sul, somente neste ano. Uma das vítimas dos irmãos Alisson e Josenildo Ribeiro teria sido o empresário suíço Luca Bruno di Giorgi, 54 anos, morto em fevereiro deste ano, em Trancoso.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública (SSP-BA), o homicídio do suíço tem relação com a disputa por ponto de tráfico de drogas em Porto Seguro. Na época do crime, a SSP-BA informou que, segundo depoimentos de testemunhas, o estrangeiro comercializava entorpecentes em uma boate que funcionava no imóvel onde ele morava. O empresário morava em Trancoso há 20 anos. Além de Porto, os irmãos eram acusados de atuar também em Eunápolis.

 

IRMÃOS ACUSADOS DE VÁRIOS HOMICÍDIOS MORREM EM CONFRONTO COM A PM EM PORTO

Ilhéus: Secretária de Educação Esclarece Situação do Telhado da Escola do Iguape

A secretária de Educação de Ilhéus, Eliane, explica a situação do telhado da Escola Municipal do Iguape, que desabou na madrugada deste sábado (4), em uma sala que já tinha sido interditada e não estava funcionando. Segundo ela, a escola foi uma das muitas reformadas de forma irregular pela administração passada, em 2016, e já está no cronograma de reformas do prefeito Mário Alexandre, com obras previstas para iniciar no início da próxima semana.

Justifica também que o desabamento ocorreu em função da péssima qualidade dos materiais utilizados em 2016, principalmente nos telhados, que receberam madeiras frágeis e inapropriadas. “Já listamos todas as situações irregulares que encontramos, e a Escola do Iguape terá uma atenção especial das nossas equipes de trabalho”, adianta. “Ainda bem que nos antecipamos e transferimos os alunos para uma sala mais segura”, completa a secretária.
Em um ano e meio de gestão, o prefeito Mário Alexandre já recuperou 10 escolas na rede municipal de ensino de Ilhéus, e agora está reformando as quadras poliesportivas e equipamentos de lazer da cidade. A Escola Municipal do Iguape foi vencedora do Prêmio Crianças Mais Saudáveis, promovido pela Fundação Nestlé Brasil, ao concorrer com mais de 300 escolas, em julho último. O concurso reconhece projetos que estimulem e proporcionem uma alimentação sadia, somada à prática de atividades físicas para as crianças.

ILHÉUS: SECRETARIA DE EDUCAÇÃO ESCLARECE SITUAÇÃO DO TELHADO DA ESCOLA DO IGUAPE

STF Pode Julgar Pedido de Liberdade de Lula nos Próximos Dias

O Supremo Tribunal Federal (STF) pode julgar nos próximos dias o pedido da defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para que ele aguarde em liberdade o julgamento de recursos contra sua condenação na Operação Lava Jato. Em função da condenação a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro, Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal (PF) em Curitiba desde 7 de abril.

O julgamento pode ocorrer na próxima quinta-feira (9), antes de o PT registrar a candidatura de Lula na Justiça Eleitoral para concorrer à Presidência da República, fato que deve ocorrer no dia 15 de agosto, último dia previsto pela legislação eleitoral.

Na semana passada, após o relator do caso, o ministro Edson Fachin, defender celeridade para definir a situação jurídica de Lula antes das eleições, a presidente da Corte, ministra Cármen Lúcia, responsável pela pauta do plenário, indicou nos bastidores que pode pautar a questão nesta semana.

No entanto, diante da possibilidade de o caso ser julgado pelo plenário, e não pela Segunda Turma, como deseja a defesa do ex-presidente, os advogados podem desistir do recurso e o julgamento poderá ser adiado. De acordo com dois ministros do STF ouvidos reservadamente pela Agência Brasil, o tribunal deverá aceitar o recuo, caso a defesa confirme a desistência.

O pedido de liberdade do ex-presidente também tem implicações na esfera eleitoral. Caso a defesa consiga suspender temporariamente a condenação e a soltura de Lula, o ex-presidente poderá concorrer livremente às eleições sem precisar de uma decisão que avalie sua inelegibilidade.

Com a confirmação da condenação na Lava Jato na segunda instância da Justiça Federal, o ex-presidente pode ser enquadrado na Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados pelos órgãos colegiados da Justiça.
Se a decisão do Supremo for contrária à pretensão de Lula, o STF pode confirmar a inelegibilidade e levar o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) a negar o registro de candidatura.

Desde junho, quando entrou com recurso na Segunda Turma da Corte, a defesa de Lula pretende que a Corte julgue somente a concessão de liberdade e tenta evitar que o plenário analise a questão da inelegibilidade para as eleições de outubro deste ano porque o ex-presidente ainda pode ser beneficiado por uma liminar e disputar as eleições caso tenha a candidatura barrada.

Criança agredida pelos pais morre em hospital de Porto Seguro

Gabriel Santos da Silva, de três anos, agredido pela mãe e pelo padrasto, teve morte confirmada pela equipe médica do Luís Eduardo Magalhães, em Porto Seguro, na tarde de sexta-feira (3). O corpo foi necropsiado no Instituto Médico Legal e já foi liberado para velório e enterro. A criança deu entrada no hospital na noite último domingo (29), com traumatismo craniano e em coma.

Anderson Avelino dos Santos e Jamile Jesus dos Santos, de 23 anos, foram presos no mesmo dia. Segundo o delegado Felipe Martins, o casal foi indiciado por tortura qualificada pelo resultado de morte. Os dois já foram ouvidos em audiência de custódia na Justiça de Porto Seguro, que manteve a decretação da prisão preventiva. Anderson Avelino foi encaminhado para o presídio de Eunápolis. Jamile aguarda transferência para uma ala feminina no conjunto penal de Teixeira de Freitas.

Antes de levar a criança para uma unidade de saúde, o casal combinou uma versão para apresentar à polícia. “Eles disseram que deixaram a criança com um tio durante a noite e que a criança já foi entregue desacordada. Fomos desconstruindo essa versão, pois o suposto tio, sequer, existe”, afirma o delegado. Jamile possui outros seis filhos. Apenas dois deles – gêmeos – são do relacionamento com Anderson. As crianças estão familiares. Em depoimento, a mãe de Jamile declarou que ela tinha o costume de bater nos filhos. O corpo de Gabriel vai ser velado e enterrado no município de Ubaitaba, sul do estado, onde mora o pai dele. (Radar64)

Advogados acusam juíza de impedir entrada a cartório sob pena de prisão

Uma juíza deixou o fórum escoltada, nesta sexta-feira (3), em Lauro de Freitas, na Região Metropolitana de Salvador, após dar voz de prisão a um advogado. Segundo o Conselheiro seccional e presidente da Comissão de Direitos e Prerrogativas da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção Bahia (OAB-BA), Adriano Batista, o advogado Donato Di Gregorio Neto tentou ter acesso ao cartório para falar com o serventuário e entender por quê o processo dele não ter sido expedido, mas foi proibido pela juíza Maria de Lourdes Melo, titular da 2ª Vara Cível de Lauro de Freitas.

“Houve a negativa de acesso, ele insistiu, e a magistrada deu voz de prisão ao advogado. Depois ela discutiu com a Comissão de Prerrogativas da OAB-BA, disse que ali era a casa dele, que procedia daquela forma mesmo e o advogado da OAB disse que não, que ali não era a casa dela, que era a casa da justiça, da advocacia, do cidadão, e que ela tinha que proceder da forma correta”.

Ao BNews, o advogado Mateus Nogueira, membro da Comissão, explicou que a OAB foi procurada para atender o advogado que teria sido ameaçado de prisão pela magistrada. “A juíza colocou um policial militar na frente do cartório pra ninguém entrar. Ela proibiu de entrar, ele se apresentou como advogado e ainda assim foi impedido. Disse que seria preso se entrasse e quando eu cheguei o policial deixou claro que eu seria preso se entrasse, e por fim ela saiu de dentro do gabinete dela e mandou trancar novamente a porta e disse que só atenderia o pessoal a partir de um buraco que tem no vidro”.

Ainda de acordo com o presidente da Comissão, após toda a confusão, a magistrada ainda ligou para o Tribunal de Justiça e pediu reforço da polícia. “Tudo que ela fez, em resumo, foi cometer mais uma arbitrariedade e na hora que ela viu que a situação se complicou, que houve uma reação a atitude dela, quando viu que perdeu o controle dela, começou a criar uma outra justificativa sobre os fatos, dizendo que foi acuada, veja se um advogado vai acuar um juiz? Isso é ridículo”.

No final, a juíza saiu escoltada pela polícia e os advogados conseguiram ter acesso ao cartório. O advogado e o membro da Comissão procuraram a 23ª Delegacia Territorial por abuso de autoridade. Mateus Nogueira contou, ainda, que a magistrada afirmou que chamou a polícia porque o advogado teria agredido uma funcionária: isso não aconteceu e, inclusive, tem testemunha disso.

Em nota, a Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB) afirma que a magistrada explicou que “a alegação de que estaria impedindo advogado Donato Di Gregorio Neto a adentrar ao Cartório, sob pena de prisão, não aconteceu”.

“Além disso, a regular e necessária organização dos trabalhos forenses, para atendimento à população, inclusive aos advogados, é competência exclusiva dos respectivos e eminentes magistrados, e não de outro segmento da sociedade civil ou ente público, e tal providência organizacional não ofende às prerrogativas conferidas à advocacia de ser normalmente atendido dentro das dependências dos prédios forenses, conforme já decidido pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ)…”, diz a nota.