Alunos da UESC se revoltam com atraso de pagamento das bolsas

Alunos estão sem receber desde junho.
Alunos estão sem receber desde junho.

Os estudantes da Universidade Estadual de Santa Cruz (UESC) estão revoltados com o descaso da universidade desde o mês de junho. Segundo denunciantes, os próprios alunos, a UESC está atrasando o pagamento das bolsas, dinheiro que é de suma importância para os universitários.

A UESC seleciona todo ano cerca de 1060 alunos com carência declarada para serem contemplados com duas bolsas: a bolsa permanência, de R$ 950, com valor estipulado em R$ 270 mensais em oito parcelas (referentes a março – junho e agosto – novembro) e a bolsa moradia, de R$ 80, sendo $ 200 em dez parcelas (referentes a março – julho e agosto a dezembro). Os estudantes carentes precisam desta verba do governo para se manterem na universidade, pois, além de gastos com xerox, passagens de ônibus e livros, muitos alunos moram de aluguel por serem de outro município.

De acordo com os universitários, desde o mês de junho que eles são sabem qual o destino deste dinheiro. Questionados sobre o caso, os setores da UESC informam que a solução não é com eles, e que o repasse depende da Secretaria da Fazenda, que por sua vez, diz que já realizou o repasse da verba para a instituição. Mas os estudantes continuam sem receber o dinheiro das bolsas, e acabam dependendo de ajuda de amigos, familiares e vizinhos.

Os comentários estão fechados.