Acusado de estuprar e matar adolescente é condenado a 22 anos em Teixeira de Freitas

O julgamento do acusado de estuprar e matar a adolescente de 15 anos, Cassiane Lima, na cidade de Teixeira de Freitas, terminou na madrugada desta terça-feira (5). Ismael de Jesus Moraes, de 31 anos, foi condenado a 22 anos e seis meses de prisão em regime fechado, pelo crime cometido em 2014.

Cassiane Lima.

O julgamento começou na segunda (4) e durou cerca de 16 horas. Ele matou e escondeu o corpo da vítima em uma plantação de eucalipto nas proximidades da BR-101. O corpo dela foi encontrado seis dias depois do seu desaparecimento, no Rio Itaitinga, próximo da plantação. Ismael vai responder por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver, no presídio de Teixeira de Freitas. Após o julgamento, a defesa do acusado disse que vai recorrer da decisão.

Caso

A adolescente Cassiane Lima desapareceu no dia 27 de novembro de 2014. A polícia informou, na época, que ela foi atacada dentro de casa por Ismael, que era vizinho da família. No dia do crime, a mãe da vítima e os dois irmãos mais novos saíram da residência pela manhã, e deixaram a adolescente sozinha porque ela estudava no turno da tarde.

Ismael de Jesus Moraes, de 31 anos, foi condenado a 22 anos e seis meses de prisão em regime fechado.

A Polícia Civil informou que depois de cometer o crime, o suspeito colocou o corpo de Cassiane no porta-malas do carro e o conduziu até o local onde foi deixado. Ná época, o pai da vítima, Renevaldo dos Santos, havia pedido ajuda a Ismael para procurar a garota, na tentativa de descobrir onde poderia estar a adolescente que estava sumida de casa.

O acusado chegou a sofrer tentativa de linchamento pela população, quando confessou à polícia ter cometido o crime. A casa dele foi incendiada. O corpo de Cassiane foi sepultado no dia 2 de dezembro de 2014.

Deixar uma Resposta